Adolescente desaparece após embarcar em carro de aplicativo particular em Fortaleza

A família registrou Boletim de Ocorrência noticiado o desaparecido do menino de 14 anos de idade, visto pela última vez no bairro Cidade dos Funcionários

Escrito por Redação, seguranca@svm.com.br

Segurança
Saymon desaparecido
Legenda: O menino teria dito a uma amiga que iria sair para ver o pai, mas o encontro não aconteceu
Foto: Arquivo Pessoal

Há dois dias a família de Saymon Henrique Castro da Costa, de 14 anos, não tem mais notícias sobre o paradeiro do adolescente. Conforme parentes do menino desaparecido, Saymon embarcou em um carro de aplicativo particular nessa quinta-feira (2) e desde então não foi mais visto.

A Polícia Civil do Ceará investiga o caso e divulgou nas redes sociais banner com a foto do garoto. Conforme as autoridades, Saymon foi visto pela última vez no bairro Cidade dos Funcionários, em Fortaleza.

A última a ver o menino foi uma amiga, que estranhou o fato dele entrar em um carro, em frente a sua residência, de forma inesperada. Ela teria contado a Santina de Oliveira, mãe do adolescente, que o amigo solicitou  um carro por meio de aplicativo particular alegando que iria ao encontro do pai. 

Filho e pai não chegaram a se encontrar. Segundo Santina, a Polícia localizou motorista responsável pela corrida que alegou ter desembarcado o menino no bairro Mondubim, em frente a um shopping, onde ele já era esperado por uma outra pessoa.

Saymon desaparecido

"ACREDITO QUE FOI TUDO PREMEDITADO"

Santina acredita que armaram uma emboscada para o filho. O que faz a mãe desconfiar que ele possa ter sido vítima de um crime, até mesmo um sequestro, é o fato de minutos antes de entrar no carro o menino ter recebido uma ligação.

"Peço que tragam ele para casa. Eu estou desesperada, só penso no meu filho. Acordo, vou no quarto dele e vejo a cama vazia. Quem estiver com ele, devolva, por favor. Eu peço isso como mãe", desabafa.

"Estamos de braços abertos para receber ele de volta. Acredito que foi tudo premeditado. Nós estamos ansiosos por notícias"
Santina Oliveira
Mãe de Saymon


Não há informação exata sobre por qual plataforma o menino chegou a solicitar a corrida. A reportagem apurou que nas maiores e mais conhecidas plataformas de corridas particulares, a exemplo da Uber e 99, há prerrogativa que o usuário deva ter pelo menos 18 anos para solicitar viagens. 

As plataformas chegam a recomendar por meio dos seus canais oficiais que: "como motorista parceiro em uma cidade onde a viagem de menores desacompanhados não é permitida, você deve recusar a viagem se achar que a pessoa que a solicitou é menor de 18 anos. Na partida, se desconfiar que o usuário é menor de idade, você pode pedir que apresente a carteira de identidade ou habilitação para comprovar a idade. Caso o usuário seja menor de idade, não inicie a viagem nem permita que viaje".

Assuntos Relacionados