Rompimento de sete açudes ocasionou enchente em Hidrolândia que deixou 500 famílias desabrigadas

A cidade decretou estado de calamidade pública

Legenda: Sobrevoo do Corpo de Bombeiros apontou rompimento de sete açudes
Foto: Foto: Divulgação

Um dia após da maior tragédia de Hidrolândia, o cenário na cidade ainda é de destruição. Aos poucos, o Município com pouco mais de 20 mil habitantes contabiliza os estragos causados pela chuva.

Nesta quinta-feira, 26, o Corpo de Bombeiros sobrevoou a cidade e identificou que o rompimento de sete reservatórios na zona rural ocasionou a enchente no Município.

Conforme relatório da Secretaria de Ação Social de Hidrolândia, as barragens Valdemir, Orlando, Jardel, Gerardo Bastos, Olho D'água, Ipueiras e Pedro Peres não suportaram o volume da água e cederam. A água invadiu parte da cidade e afetou cinco bairros, sobremaneira o Progresso e Vila Freitas.

Foto: Foto: Divulgação

Chuva deixa mais de 500 famílias desabrigadas em Hidrolândia

Conforme a prefeita do Município, Iris Martins, mais de 500 famílias ficaram desabrigadas "na maior tragédia já presenciada em Hidrolândia". Os números atualizados da Defesa Civil apontam que 14 casas foram destruídas. Cerca de 100 famílias estão alojadas na Escola Olcino Pereira de Sousa. 

Cinco cidades (Ipueiras, Varjota, Sobral, Catunda e Fortaleza) se comprometeram enviar doações para as pessoas afetadas pela enchente. Os municípios de Guaraciaba e  Santa Quitéria já mandaram mantimentos (roupas, agasalhos, alimentos e colchões). 

Legenda: Moradores começam a contabilizar os prejuízos causados pela enchente
Foto: Foto: Divulgação

Ao longo desta quinta-feira (26), médicos, enfermeiros, agentes de saúde e assistentes sociais deram apoio às vítimas. O Município está distribuindo alimentos, água potável, artigos de higiene pessoal e máscaras - para evitar a contaminação pelo novo coronavírus.

Integrantes da Defesa Civil de Canindé e Sobral dão apoio a operação de reconstrução da cidade que ficou sem energia e telefone durante toda a quarta-feira. O Corpo de Bombeiros realizou ao longo de desta quinta (26), ações por terra e ar, por meio de um helicoptero. 

Legenda: Corpo de Bombeiros realizou o resgate de moradores que ficaram ilhados
Foto: Foto: Divulgação

 

 

Quero receber conteúdos exclusivos sobre as regiões do Ceará

Assuntos Relacionados