Mais de 4 toneladas de alimentos são doadas para moradores atingidos por desastre em Hidrolândia

Mais de 500 famílias ficaram desabrigadas devido à cheia do Rio Batoque, provocado pelas fortes chuvas

Legenda: As doações foram entregues no último fim de semana
Foto: Foto: Divulgação

Os moradores de Hidrolândia, cidade que viveu o pior desastre de sua história na última semana, receberam 4.283 Kg de alimentos por meio do projeto Mais Nutrição, do Governo do Estado. A doação foi feita no último sábado (28) e destinada às famílias desabrigadas, em decorrência das fortes chuvas que atingiram a cidade. Segundo a Defesa Civil do Município, mais de 500 famílias ficaram desalojadas após o rompimento de sete reservatórios na zona rural. 

Segundo a primeira-dama do Estado, Onélia Santana, “produtos ‘in natura’, desidratados, polpas de frutas e pacotes de macarrão” foram enviados para “minimizar a difícil situação que (moradores) estão passando”. Para o presidente da Central de Abastecimento do Ceará (Ceasa-CE), Maximiliano Quintino, a doação irá complementar a alimentação das famílias. “Foi montada rápida a operação de abastecimento para que os alimentos chegassem o mais rápido possível aos que mais necessitavam”, ressalta.

Rompimento de sete açudes ocasionou enchente em Hidrolândia que deixou 500 famílias desabrigadas

Outras iniciativas, de voluntários, comerciantes locais e de cidades vizinhas, resultaram nas doações de utensílios básicos de higiene pessoal e mantimentos. Segundo o vice-prefeito da cidade, Valeriano Mourão, depois da tragédia, cidades como Santa Quitéria, Ipu, Ipueiras e Nova Russas se prontificaram a ajudar. Outras instituições, como Cáritas, Arquidiocese de Sobral, Sesc e Mesa Brasil, também se mobilizaram. “Materiais de higiene pessoal e alimentos é o que temos, hoje, mais necessidade”, ressalta. 

Mais nutrição

Com o objetivo de combater o desperdício de alimentos, o Mais Nutrição atende, atualmente, 78 instituições de Fortaleza, Caucaia e Maracanaú, beneficiando 14.586 pessoas, entre crianças, adolescentes, adultos e idosos. Depois de decretado o estado de pandemia, pela Organização Mundial da Saúde, o programa adotou um rigoroso trabalho de prevenção e higienização dos produtos.

Voluntários se mobilizam para doar mantimentos e produtos de higiene a desalojados em Hidrolândia

“Estamos centrando esforços na permanência das atividades do programa, garantindo que os alimentos cheguem à população que necessita desse complemento nutricional”, ressalta a titular da Secretaria de Proteção Social, Justiça, Cidadania, Mulheres e Direitos Humanos (SPS), Socorro França.


Categorias Relacionadas