Hospital de campanha Dr. Alves será reaberto em Sobral

A unidade de saúde, especializada no tratamento da Covid-19, ocorre em razão da sobrecarga de atendimentos no Hospital Regional Norte (HRN)

Legenda: O prefeito Ivo Gomes afirmou que ainda não há necessidade de decretar medidas mais restritivas contra a pandemia, mas esperará novos estudos e posicionamentos do Governo do Estado.
Foto: Luiz Queiroz

O hospital de campanha Dr. Alves, em Sobral, será reaberto, conforme informou o prefeito do município, Ivo Gomes, nesta terça-feira (2). A reabertura da unidade, especializada no tratamento da Covid-19, ocorrerá devido à estrutura do Hospital Regional Norte (HRN) estar sobrecarregada em razão do aumento de novos casos do novo coronavírus, porém a data exata que o equipamento estará funcionando ainda não foi divulgada. 

A unidade terá 15 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 36 de enfermaria. A previsão da Prefeitura de Sobral é que 170 profissionais trabalhem no hospital de campanha, que não terá emergência de porta aberta e só receberá pacientes  por meio de transferências reguladas pela Central de Regulação. 

O gestor sobralense afirmou ainda que não há necessidade de decretar medidas mais restritivas contra a pandemia, como ocorreu em Fortaleza, mas aguardará novos estudos e um posicionamento do Governo do Estado. “Se fugir do controle, fecharemos!”, destacou Ivo Gomes.

Aumento de leitos no Ceará

O governador Camilo Santana decidiu, nesta terça-feira (2), aumentar a capacidade de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) no Estado devido ao crescente número de casos de Covid-19 no Ceará. A medida foi anunciada em conjunto com outras providências para prevenção do contágio pela enfermidade.

Apenas no Hospital Leonardo da Vinci, serão 100 leitos de UTI a mais, segundo o secretário estadual da Saúde, Carlos Roberto Martins Rodrigues Sobrinho, Dr. Cabeto. O gestor da Pasta asseverou que, incluindo as estruturas já disponíveis, o Estado intenta possuir 900 leitos apenas para pacientes em estado grave. Desses, 700 estarão na Capital.

Até a última atualização da plataforma IntegraSUS nesta terça, feita às 19h04, as taxas de ocupação de leitos de UTI e de enfermaria no território cearense eram de 81,17% e 55,84%, respectivamente.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre as regiões do Ceará