Depois de Bolsonaro se filiar ao PL, Thammy Miranda diz que vai deixar o partido

Thammy é vereador pela cidade de São Paulo e disse que tomou a decisão por já ter sofrido ataques da família Bolsonaro

A imagem mostra o vereador Thammy Miranda na Câmara Municipal de São Paulo.
Legenda: Thammy disse que vai se desfiliar do PL após filiação de Bolsonaro ao partido.
Foto: Reprodução/Instagram

O vereador Thammy Miranda, de São Paulo, comunicou que vai deixar o Partido Liberal (PL). O anúncio foi feito pelo parlamentar em suas redes sociais algumas horas após o presidente da República, Jair Bolsonaro, oficializar sua filiação ao partido.  

“Não vou enrolar muito e vou direto ao assunto, tá? Quero avisar a vocês que gostam de mim, que confiam em mim, no meu trabalho, que, com a ida do presidente ao PL, do qual faço parte, estou dando entrada na minha desfiliação. Vou sair do partido”, afirmou Thammy, que ainda não disse para qual outro partido deve ir.

O vereador justificou sua saída alegando que, além de pensar de forma diferente de Bolsonaro, já sofreu ataques pessoais de integrantes da família do presidente. “Inclusive, contra o meu filho, quando ele ainda era um recém-nascido”, lembrou. Thammy é pai de Bento

Thammy x Bolsonaro

Thammy foi o primeiro homem trans eleito para a Câmara Municipal de São Paulo. Quando nasceu seu primeiro filho com a esposa, Andressa, o vereador do Rio de Janeiro e filho do presidente Bolsonaro, Carlos Bolsonaro (Republicanos), publicou uma foto de Thammy, a esposa e a criança em suas redes sociais sem escrever nada na legenda. O parlamentar paulistano questionou, à época, a atitude do carioca.

 


Assuntos Relacionados