Com PSB aliado ao PDT no Ceará, Geraldo Alckmin não cumprirá agenda em Fortaleza ao lado de Lula

Informação é da assessoria de imprensa do presidente do PSB Ceará, Denis Bezerra

Escrito por Luana Barros, luana.barros@svm.com.br

PontoPoder
Alckmin e Denis Bezerra
Legenda: O presidente do PSB Ceará, Denis Bezerra, participou de encontro com Geraldo Alckmin nesta quinta (28)
Foto: Divulgação

A visita do candidato a presidente da República, Lula (PT), ao Ceará neste sábado não deve contar com a participação do candidato a vice, Geraldo Alckmin (PSB). Apesar dos dois partidos formarem a chapa que irá para a disputa presidencial, a nível estadual as legendas estarão em palanques diferentes.

Enquanto o PT homologa, na convenção deste sábado (30), a candidatura de Elmano de Freitas (PT) ao Governo do Ceará, o diretório estadual do PSB irá apoiar Roberto Cláudio (PDT) na disputa pelo Palácio da Abolição. 

O presidente estadual do PSB, o deputado federal Denis Bezerra, chegou a reforçar o "apoio irrestrito" da sigla à candidatura pedetista, mesmo após esforços do ex-governador Camilo Santana de levar o PSB para a aliança petista

A informação de que Geraldo Alckmin não virá ao Ceará é da assessoria de imprensa de Denis Bezerra. O deputado federal, inclusive, encontrou com o ex-governador de São Paulo nesta quinta-feira (28), em Brasília. Na ocasião, Bezerra apresentou a Alckmin propostas para o plano de governo com foco na pessoa idosa. 

"Como presidente da Comissão de Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa, propus uma agenda com foco na política de cuidados, inclusive com cursos que especializem o cuidador, a expansão das Instituições de Longa Permanência, além da nacionalização dos Centros de Convivência, entre outras questões", disse.