Governo do Estado seleciona agentes sociais para o programa Mais Infância

São 184 vagas com bolsa que pode chegar até R$ 1.800

Seleção Estado
Legenda: O objetivo com a seleção é que os profissionais contribuam para potencializar os resultados do programa Mais Infância
Foto: Divulgação

O Governo do Ceará lançou edital para selecionar 184 agentes sociais que vão atuar no Programa Mais Infância Ceará, abrangendo todos os municípios do Estado.  

As inscrições começam nesta segunda-feira (26) e seguem até 30 de abril, exclusivamente por formulário eletrônico a ser disponibilizado no site da Secretaria da Proteção Social, Justiça, Cidadania, Mulheres e Direitos Humanos (SPS).  

Para se candidatar, os interessados precisam ter nível superior completo, conhecimento na área de desenvolvimento infantil, habilidade para trabalhos em equipe e para condução de reuniões e grupos, e outros critérios exigidos no edital.

A bolsa mensal será de até R$ 1.800, concedida pela SPS a partir do início das atividades. A bolsa tem prazo de vigência de 12 meses, podendo ser prorrogada até o limite de 36 meses.

O processo seletivo será composto por duas etapas, ambas de caráter eliminatória. A primeira será a avaliação do currículo - é preciso ter pontuação mínima de sete pontos para o candidato se classificar para a segunda etapa, que será por realização de entrevista.

Reforço nas políticas públicas

O objetivo com a seleção é que os profissionais contribuam para potencializar os resultados do programa, possibilitando a inserção de famílias assistidas em outras políticas públicas sociais relacionadas à saúde, educação, habitação, ao emprego e renda, e à assistência social, dentre outras. 

Cada profissional selecionado vai atuar no município em que estará inserido, desempenhando atividades na execução do programa de transferência de renda no âmbito municipal, articulando, apoiando, monitorando e avaliando ações e projetos intersetoriais, que visam a melhoria da qualidade de vida e a promoção do desenvolvimento, contribuindo para a superação da extrema pobreza.

Quero receber conteúdos exclusivos do Papo Carreira