Um mês após liberação total, saiba como está a volta às aulas nas 19 cidades da Grande Fortaleza

Até o momento, apenas dois municípios ainda não retomaram as atividades, mas mantêm previsão para o próximo mês.

Legenda: Sala de aula da Educação Infantil em Pindoretama.
Foto: Divulgação/Prefeitura

Das 19 cidades da Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), 17 já retomaram as aulas presenciais em escolas públicas após mais de um ano suspensas por causa da pandemia da Covid-19. Até o momento, apenas Maracanaú e São Luís do Curu não iniciaram o retorno, mas decidiram voltar às atividades em novembro. 

Em setembro, o Governo do Ceará autorizou a liberação de 100% da capacidade das salas de aula, “observado o distanciamento mínimo previsto em protocolo sanitário”.

Já no início de outubro, também autorizou que as escolas comecem a transição do ensino virtual ou híbrido para o presencial integral.

Segundo o decreto, as instituições de ensino devem manter o modelo on-line apenas para alunos que comprovem razões médicas, comprovadas por atestado.

Porém, até o momento, nenhuma das 19 cidades da RMF retornou com 100% dos alunos simultaneamente. De forma geral, as escolas têm recebido metade das turmas em esquema de rodízio e mantido protocolos básicos, como distanciamento e higienização constante.

Confira abaixo como as gestões da Educação estão aplicando seus planos de retomada:

Aquiraz

O retorno às aulas presenciais começou pelos professores, entre 13 e 17 de setembro, segundo a Prefeitura. Nas semanas seguintes, 50% dos alunos das séries da Educação Infantil, do Ensino Fundamental e da Educação de Jovens e Adultos (EJA) também voltaram às escolas.

Cascavel

A Prefeitura confirmou que todas as séries da Educação Infantil, Ensino Fundamental e EJA  já retornaram, mas o ensino por meio remoto continua sendo disponibilizado aos estudantes.

Caucaia

No início de outubro, a Secretaria de Educação de Caucaia informou que 4,6 mil dos 57 mil alunos matriculados já haviam retornado às salas. A expectativa da gestão é de que, de forma gradual, em até três meses, 100% dos alunos voltem às atividades escolares de forma presencial.

Chorozinho

O Governo Municipal informou que as aulas presenciais retornaram no fim de agosto, com ocupação limitada das salas de aula. Em setembro, o Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE) chegou a pedir mais esclarecimentos sobre o cronograma de retomada na cidade.

Eusébio

O 2º, o 5º e o 9º anos do Ensino Fundamental iniciaram as aulas em agosto, com no máximo 15 alunos por turma. Atualmente, a Prefeitura avalia a inclusão do 3º, 4º e o 8º anos ainda em outubro.

Legenda: Sala de aula em Fortaleza mantendo distanciamento entre carteiras.
Foto: Divulgação/Prefeitura

Fortaleza

A Secretaria Municipal da Educação (SME) afirmou que 100% dos estudantes matriculados já voltaram às salas de aula, em sistema de rodízio semanal: 50% dos alunos ficam nas escolas, enquanto os outros 50% permanecem com atividades em casa.

Guaiúba

Mailton Nocrato, secretário municipal de Educação, explica que as turmas do 2°, 5° e 9° anos voltaram com 100% dos alunos; as demais, com 50%. Porém, no início do mês de novembro, a previsão é voltar com 100% das turmas.

Horizonte

Na última segunda-feira (18), foi iniciada a 3ª etapa da retomada gradual das aulas presenciais, contemplando crianças de 2, 3, 4 e 5 anos da educação infantil e os estudantes do 1º ao 5º ano do ensino fundamental. O retorno no município ocorre desde 16 de agosto.

Itaitinga

A secretária Goretti Frota informou que as aulas foram retomadas priorizando a Educação Infantil, no início de agosto, com um expediente presencial e outro com atividades remotas. Em setembro, voltaram todas as demais séries, em turmas híbridas. “Agora em novembro, estaremos totalmente no presencial, e algumas turmas em tempo integral”, afirma.

Maracanaú

As aulas presenciais ainda não retornaram na rede municipal. Em reunião na semana passada, os gestores decidiram voltar às atividades no próximo dia 3 de novembro, seguindo um “retorno gradual e responsável”.

Maranguape

Segundo a Secretaria de Educação, Maranguape retornou suas atividades presenciais no dia 20 de setembro, no formato de ensino híbrido, atendendo semanalmente 50% da matrícula ofertada em cada Instituição de ensino. Dos 16.702 estudantes matriculados, 15.789 retornaram presencialmente, bem como 80 das 82 escolas.

Pacajus

No dia 15 de setembro, o ensino presencial começou com 50% da capacidade, mas a Prefeitura segue ampliando gradativamente. Atualmente, das 395 turmas, 1/3 já está funcionando com 100% dos alunos, seguindo os protocolos sanitários.  O município também implantou 16 novas escolas em tempo integral, com horário estendido para o contraturno.

Legenda: Em Pacajus, uma em cada três turmas já retornou presencialmente.
Foto: Divulgação/Prefeitura

Pacatuba

Neste mês, retornaram os alunos do Infantil IV e V, além do 1° ao 3° ano do Fundamental. As demais turmas estão previstas para janeiro, conforme a Prefeitura.

Paracuru

O retorno das aulas presenciais ocorre desde o dia 20 de setembro de 2021, quando alunos do 5º e 9º anos foram autorizados a retornar às salas de aula com rodízio de 50% das turmas.

Paraipaba

O retorno às aulas começou em 28 de setembro. Atualmente, 13 das 27 unidades escolares já iniciaram as atividades com adesão ao programa Saúde nas Escolas, e as demais estão passando por reparos na estrutura física, de acordo com a Prefeitura. 

Pindoretama

Gabriela Alves, secretária de Educação, Cultura e Juventude de Pindoretama, explica que os alunos do 1º ao 9º ano do Fundamental voltaram presencialmente às 12 escolas municipais, em rodízio de 50% das turmas, após construção de protocolo por meio de consulta pública. Porém, Educação Infantil e EJA permanecem com atividades on-line. 

São Gonçalo do Amarante

Algumas escolas já retornaram atendendo a 50% das turmas, seguindo um cronograma gradual. Neste mês, voltam alunos da Educação Infantil IV e V; 2º, 5º, 8º e 9º do Fundamental, e todos os segmentos da EJA. A segunda e a terceira etapa de retorno ocorrem em novembro e dezembro, respectivamente.

São Luís do Curu

A Prefeitura informou que a previsão de retorno é em 3 de novembro, iniciando apenas com as turmas do 9º ano porque “grande parte já foi vacinada, tendo assim um ponto positivo e que possa transmitir confiança aos pais no retorno seguro às aulas”. 

Trairi

A Prefeitura deu início à retomada na última segunda-feira (18), “de forma gradual”. São atendidos inicialmente, em sistema de rodízio, os alunos do 5° e 9° anos de cinco escolas e de um centro da EJA. A inclusão de outras séries ocorrerá após avaliação da primeira fase.

 

Quero receber conteúdos exclusivos da cidade de Fortaleza

Assuntos Relacionados