Saiba como vai funcionar a vacinação contra a gripe em municípios da Grande Fortaleza

Gestões de saúde devem organizar logísticas diferentes da imunização contra a Covid-19 para evitar aglomerações. Protocolos de proteção individual também devem ser seguidos.

Legenda: Profissionais da saúde estão incluídos nesta primeira etapa de imunização.
Foto: Fabiane de Paula

A campanha de vacinação contra a influenza começou oficialmente no Ceará nesta segunda-feira (12), com a distribuição de 313 mil doses aos municípios. Ela ocorre paralela à imunização contra a Covid-19 e demanda duas logísticas de aplicação, que são definidas por cada gestão.

A orientação da Secretaria Estadual da Saúde (Sesa) é que sejam utilizados locais diferentes nas duas campanhas, a fim de evitar aglomerações.

A vacinação contra influenza é diferente, não precisa cadastrar ou agendar. O ideal é colocar postos de vacinação diferentes e observar protocolos de segurança, como o uso de máscara e controle de filas”
Richristi Gonçalves
Coordenadora de Vigilância Epidemiológica e Prevenção

Em municípios menores, a orientação é reservar pelo menos um posto de vacinação para a campanha da influenza. Outra alternativa, segundo Richristi, é usar espaços como escolas e ginásios.

Estratégias municipais

O Conselho das Secretarias Municipais de Saúde do Ceará (Cosems-CE) informou que os municípios do Estado deverão se reunir, nesta segunda-feira (12), para debater estratégias da campanha de vacinação contra o vírus da influenza.

VACINÔMETRO NO CEARÁ | COVID-19

Será considerado, por exemplo, que cada cidade possui características específicas que devem ser discutidas de acordo com as circunstâncias dos locais, tendo em vista também a continuidade da imunização contra a Covid-19.

A reportagem do Sistema Verdes Mares entrou em contato com municípios da Grande Fortaleza para saber como vai funcionar o processo, questionando sobre salas de vacinação, agendamentos e se haverá vacinação em casa. Conheça as políticas municipais abaixo.

Fortaleza

Em Fortaleza, o processo de imunização ocorrerá nos 116 postos de saúde da Capital, das 8h às 17h, sem agendamento prévio. O grupo prioritário deverá se dirigir aos locais portando documento oficial com foto ou cartão de vacinação para as crianças.

A Secretaria da Saúde do Estado (Sesa) distribuiu, na sexta-feira (9), 90 mil doses do imunizante, que serão destinadas a 30% do público-alvo durante a primeira fase da campanha de vacinação no município.

Caucaia

A vacinação na cidade de Caucaia será realizada em 47 salas de escolas. Para receber o imunizante, as pessoas que se enquadram no primeiro grupo prioritário - incluindo os povos indígenas - devem destinar-se aos postos de saúde e, a partir de lá, serão encaminhadas para os locais de imunização.

É necessário apresentar documento oficial com foto ou cartão de vacinação no caso das crianças. O município recebeu, até hoje (12), 11 mil doses para aplicação inicial na primeira fase da campanha, que deve ocorrer até o dia 10 de maio.

Maracanaú

A vacinação em Maracanaú começou na manhã desta segunda (12) e ocorre em todos os postos de saúde da cidade, das 8h às 12h. O período da tarde será destinado apenas às doses da Covid-19.

Os grupos prioritários atendidos na primeira fase deverão se encaminhar às unidades portando um documento com foto, ou o cartão de vacinação para o público infantil.

Legenda: A orientação do Ministério da Saúde e da Sesa é respeitar um intervalo mínimo de 14 dias, antes e depois, entre as vacinas da gripe e da Covid-19.
Foto: Fabiane de Paula

Eusébio

A campanha começou hoje (12) focando em profissionais de saúde que estão de plantão na UPA e no Hospital Municipal. Amanhã (13), acontecerá a vacinação das gestantes e puérperas nos Postos de Saúde do Jabuti Km 20 e no do Santo Antônio, bem como de profissionais de Saúde em cada posto.

De quarta (14) a sexta (16), serão beneficiadas gestantes e puérperas através da equipe do Programa de Saúde da Família (PSF). A logística para os demais grupos ainda está sendo discutida.

Já a vacinação contra a Covid-19 está concentrada nos dias de sábado. Na semana, são acolhidos somente alguns casos de retardatários.

Guaiúba

O município informou que a imunização ocorrerá nos postos de saúde do município.

Itaitinga

A secretária de saúde, Dulce Viana, informou que vai se reunir com a coordenação da atenção básica para planejar a logística de aplicação.

Maranguape

A imunização contra a influenza começa na próxima quarta (14), nas unidades básicas de saúde do município. Pelo fracionamento das doses, a primeira etapa será destinada a gestantes e a crianças de 4 anos a menores de 6 anos.

Pacajus

A campanha de vacinação também inicia quarta (14), nas 21 Unidades Básicas de Saúde do município. O cronograma estabelecido foi:

14 a 23 de abril: crianças de 6 meses a 5 anos 11 meses e 29 dias
26 de abril a 3 de maio: gestantes e puérperas 
4 a 10 de maio: trabalhadores de saúde

Para não haver choque, a vacinação contra a Covid-19 continua sendo realizada em pontos de drive-thru e de forma volante, diretamente nas residências das pessoas. 

Cascavel

A aplicação, iniciada hoje (12), busca evitar idas desnecessárias aos postos. Trabalhadores da saúde deverão fazer agendamento prévio com aplicação no próprio local de serviço.

Crianças serão divididas entre aquelas que já possuem agendamento prévio das vacinas de rotina, quando, na oportunidade, também receberão a vacina da influenza, e as demais serão encaminhadas a locais específicos, como escolas ou pontos de apoio pré-definidos.

O grupo de puérperas será vacinado na mesma oportunidade da vacina puerperal ou na ida à unidade de saúde para fazer o teste do pezinho. 

Segunda campanha na pandemia

Em 2020, segundo o Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunizações (Sipni) do Ministério da Saúde, 97% do público-alvo da campanha foi vacinado no Ceará. Foram 2.198.172 doses aplicadas, enquanto os possíveis beneficiários somavam 2.266.527 pessoas. Confira a cobertura vacinal por grupo:

  • Crianças: 80,19%
  • Adultos de 55 a 59 anos: 76,88%
  • Idosos: 113,28%
  • Indígenas: 94,26%
  • Trabalhadores da saúde: 123,31%
  • Gestantes: 82,28%
  • Puérperas: 83,51%

Saiba também os resultados por município no ano passado:

Campanha dividida em fases e grupos prioritários

Neste ano, a vacinação contra a influenza será dividida em três fases, com diferentes grupos prioritários em cada, conforme o seguinte cronograma:

  • 12 de abril a 10 de maio

Crianças a partir de seis meses a menores de seis anos, gestantes, puérperas (mulheres com até 45 dias após o parto), povos indígenas (crianças de 6 meses a 18 anos) e trabalhadores da saúde

  • 11 de maio a 8 de junho

Idosos e professores

  • 9 de junho a 9 de julho

Pessoas com comorbidades; pessoas com deficiência permanente; caminhoneiros; trabalhadores do transporte coletivo; trabalhadores portuários; forças de segurança e salvamento; forças armadas; funcionários do sistema de privação de liberdade, população privada de liberdade e adolescentes e jovens sob medidas socioeducativas

Quero receber conteúdos exclusivos da cidade de Fortaleza