Projeto que cria programa de inclusão digital de jovens em Fortaleza é enviado à Câmara

A meta do programa Juventude Digital é capacitar 40 mil jovens até 2024

Prefeito José Sarto
Legenda: O projeto de lei que cria o Programa Juventude Digital foi enviado à Câmara Municipal pelo prefeito José Sarto, nesta segunda-feira (13)
Foto: Divulgação Prefeitura de Fortaleza

O projeto de lei que cria o programa Juventude Digital foi enviado à Câmara Municipal pelo prefeito Sarto Nogueira (PDT), nesta segunda-feira (13). A meta é capacitar 40 mil jovens até 2024.

Com a iniciativa, que possui foco na inclusão digital e na geração de emprego e renda, a expectativa da Prefeitura é que Fortaleza seja líder na economia digital do País.

Ao todo, 4 mil vagas para capacitação gratuita devem ser abertas conforme meta para este ano ainda, e 12,5 mil por ano a partir de 2022.

"O Juventude Digital vai se tornar política pública permanente para promover a inclusão de jovens. Fortaleza tem um cinturão digital fantástico, e nosso objetivo é ser a Capital que vai implantar uma das maiores economias digitais do País. Juntos, vamos executar essa política", disse Sarto em live nas redes sociais. 

Três eixos

O programa será dividido em três eixos: JD 9º ano, voltado para alunos da rede municipal; JD Mercado, com cursos de programação e design; e JD Games, com cursos específicos na área de jogos digitais, em parceria com o Sebrae-CE.

Todos serão gratuitos e realizados nos formatos online, presencial e híbrido, com cursos de curta e longa duração, segundo a Prefeitura.

Cadastro

Após aprovação da Câmara, será lançado um portal por onde os interessados devem se cadastrar para participar.

Somente para os estudantes do 9º ano do Ensino Fundamental, o programa ofertará duas mil vagas. A inclusão digital fará parte da matriz curricular, segundo a secretária da Educação, Dalila Saldanha. 

"Assim, eles já terão oportunidade de conhecer o mercado de trabalho e acesso aos conhecimentos dessa área. Além disso, todos os estudantes participantes serão contemplados com o Programa Bolsa Nota Dez, já aprovado. Isso vai ser mais um incentivo para que os estudantes concluam com sucesso o programa", disse. 

Aprovado pela Câmara Municipal no dia 25 de agosto, o Bolsa Nota Dez oferece 2 mil bolsas de monitoria no valor de R$ 200.

Quero receber conteúdos exclusivos da cidade de Fortaleza