"Não está no nosso planejamento", diz secretária de Saúde sobre reativação do Hospital de Campanha

Ana Estela Leite foi questionada se a Pasta prevê a reabertura da unidade a partir do acréscimo de casos de Covid-19, mas negou essa intenção

Hospital de campanha montando no Estádio Presidente Vargas em Fortaleza para combate à pandemia de Covid-19
Legenda: O hospital de campanha instalado no estádio Presidente Vargas começou a ser desmontado em setembro de 2020
Foto: divulgação

Embora Fortaleza venha contabilizando aumento dos diagnósticos positivos de Covid-19, a secretária municipal da Saúde, Ana Estela Leite, descartou na manhã desta quinta-feira (21) a possibilidade de reativação do Hospital de Campanha do Presidente Vargas (PV), criado para receber pacientes infectados. 

“Não está no nosso planejamento. A gente tem uma rede hospitalar que entende que a condição do município é suportar a demanda sem precisar reativar o Hospital de Campanha do PV”, afirmou, durante coletiva de imprensa após a reunião do Comitê Estadual de Enfrentamento à Covid-19.

No entanto, a titular da SMS ponderou que essa ideia pode mudar a partir da avaliação dos indicadores da doença. “Esse é o pensamento de hoje, mas essa pandemia nos traz muitas incertezas e as estratégias são modificadas de acordo com o cenário epidemiológico”, disse. 

Criado em abril de 2018, no pico da pandemia, o Hospital de Campanha do PV ofertou 224 leitos a mais de 1.200 pacientes. A unidade foi desativada cinco meses depois, em 21 de setembro de 2020, quando já não recebia mais pacientes há 50 dias. À época, a então secretária da Saúde, Joana Maciel, ressaltou que os casos estavam há "oito semanas com níveis estáveis".

 

Quero receber conteúdos exclusivos da cidade de Fortaleza