Marinha encontra mais dois corpos em área de busca onde lancha desapareceu com grupo de amigos

Aeronave Sea Hawk e uma embarcação pesqueira ajudaram nas buscas neste sábado (6)

A aeronave Sea Hawk (SH-16) ajudou nas buscas neste sábado (6)
Legenda: A aeronave Sea Hawk (SH-16) ajudou nas buscas neste sábado (6)
Foto: Marinha do Brasil

Marinha do Brasil encontrou mais dois corpos na área de buscas onde uma lancha com um grupo de amigos desapareceu no Rio de Janeiro, no mês passado. As forças armadas informaram em comunicado, na noite deste sábado (6), que a aeronave Sea Hawk e uma embarcação pesqueira localizaram as vítimas a 35 km a sudeste do Farol de Cabo Frio.

Conforme a Marinha do Brasil, o Navio de Apoio Oceânico “Purus” recolheu os corpos e seguiu em deslocamento para a Enseada do Forno, em Arraial do Cabo-RJ, a fim de possibilitar seu translado e identificação, a ser executada pelo órgão competente.

Legenda: Tripulação era composta por cinco pessoas. Na imagem, estão Domingos Souza (de branco à esquerda); Wilson dos Santos (de camisa verde), Ricardo (de branco à direita). Um mecânico (em roupas pretas) e uma pessoa conhecedora da rota (de azul) também seguiam viagem.
Foto: Arquivo pessoal

Outros corpos encontrados

Na noite da última quinta-feira (4), outros dois corpos foram encontrados "em área próxima" ao freezer horizontal de médio porte que foi localizado na quarta-feira (3). O objeto tinha "características semelhantes ao que se encontrava a bordo da embarcação" desaparecida.

Renato Marcolino dos Santos, filho mais velho do pescador WIlson Martins dos Santos, identificou o corpo do pai no Rio de Janeiro, na tarde deste sábado (6). Em vídeo enviado ao Diário do Nordeste, ele informou que o enterro será no município de Trairi, no Ceará

Até o momento, a Operação de Busca e Salvamento (SAR) aos tripulantes da embarcação “O Maestro”, coordenada pelo Salvamar Sueste, conta com a participação direta de 120 militares, tripulantes do Navio-Patrulha (NPa) “Macaé”, Navio de Apoio Oceânico (NApOc) “Purus”, aeronaves Sea Hawk SH-16 e Esquilo UH-12, da MB, e P-95A, da Força Aérea Brasileira (FAB).

Leia mais:

Desaparecimento

grupo desapareceu no dia 29 de janeiro, três dias após sair da Marinha do Brasil, no Rio de Janeiro, rumo a Vitória, no Espírito Santo, para fazer o primeiro abastecimento da lancha. Um dia antes, porém, o motor da embarcação havia apresentado problemas técnicos.

Estavam na embarcação: Guilherme Ambrósio, como comandante; Cláudio de Souza, operador de máquinas; Wilson dos Santos, pescador; e Ricardo Kirts e Domingos de Souza, donos do equipamento. 

Familiares relatam que no último contato, os homens descreveram as condições insatisfatórias do tempo. Naquele dia, afirmam, chuva e vento estavam intensos, o que dificultaria a continuidade do trajeto. 

As buscas pela embarcação foram iniciadas pela Marinha no dia 31 de janeiro.

Quero receber conteúdos exclusivos da cidade de Fortaleza