Intervalo para dose de reforço da vacina contra Covid-19 cai para 4 meses em todo o Ceará

Decisão foi tomada pela Comissão Intergestores Bipartite do Ceará (CIB-CE) e divulgada pelo governador Camilo Santana

Escrito por Matheus Facundo, matheus.facundo@svm.com.br

Metro
mulher preparando dose de vacina contra covid-19
Legenda: Janela de aplicação já havia sido diminuída em Fortaleza
Foto: Thiago Gadelha

O intervalo para aplicação da dose de reforço em adultos acima de 18 anos caiu para quatro meses em todo o Ceará, anunciou o governador Camilo Santana (PT). Até agora, o período de espera após a segunda dose (D2) era de cinco meses. 

A decisão foi tomada pela Comissão Intergestores Bipartite do Ceará (CIB-CE), que conta com gestores da Secretaria da Saúde (Sesa) e secretarias municipais.

"Reforço, mais uma vez, a importância de todos os cearenses estarem atentos às listas de vacinação em seus municípios. Apenas com a imunização em massa conseguiremos superar de vez essa pandemia", comentou o governador.

A medida é válida para quem completou o esquema vacinal com os imunizantes da CoronaVac, AstraZeneca e Pfizer. A dose de reforço será da Pfizer. 

Preocupação com variantes

De acordo com Richristi Gonçalves, secretária executiva de Vigilância e Regulação (Sesa), “a decisão é importante nesse momento em que vivemos um cenário que, possivelmente, a variante Ômicron possa ser detectada no Ceará, além de outras variantes">

A chegada das festas de fim de ano também pautaram a definição da Comissão, conforme a gestora. Ela ainda citou a possibilidade de otimizar o uso das vacinas da Pfizer: "Com a antecipação de cinco para quatro meses, os municípios poderão agendar mais pessoas”.

Decisão em Fortaleza

Fortaleza já havia anunciado a diminuição da janela de tempo para a aplicação da dose adicional. O prefeito José Sarto (PDT) divulgou a novidade na semana passada, e os agendamentos já contam com a nova determinação desde essa segunda-feira (6).

"Mais uma ótima notícia para a sequência de vacinação contra a Covid-19: Fortaleza vai reduzir o intervalo entre 2ª e 3ª doses para quatro meses. Na segunda-feira (6), iniciaremos os primeiros agendamentos nesse perfil", anunciou Sarto.

Ainda de acordo com o prefeito, a mudança permitirá que cerca de 300 mil pessoas tenham a dose de reforço antecipada para este mês. "Com a medida, cerca de 300 mil fortalezenses que receberiam a 3ª dose somente a partir de janeiro tornam-se aptos a serem beneficiados já neste mês de dezembro", destaca.