Igrejas cancelam missas e atividades em Fortaleza para cumprir restrições de novo decreto estadual

Arquidiocese orienta que celebrações acabem uma hora antes do toque de recolher imposto pelo Governo do Estado

Escrito por Redação,

Metro
igreja vazia
Legenda: Igrejas devem receber apenas 30% da capacidade de fiéis, segundo decreto
Foto: Fabiane de Paula

A partir deste sábado (27), igrejas devem se adaptar às novas restrições impostas pelo decreto estadual anunciado pelo governador Camilo Santana (PT) na última sexta-feira (26). Além do funcionamento com 30% da capacidade, os templos religiosos devem encerrar atividades antes do toque de recolher, que tem início às 20h nos dias da semana e às 19h aos sábados e domingos. As medidas são instauradas para frear a transmissão do coronavírus.

Seguindo as regras decretadas pelo Governo, a Arquidiocese de Fortaleza orientou que algumas celebrações aconteçam de forma virtual e que as atividades presenciais não ultrapassem as 19h durante a semana e terminem, no máximo, às 17h nos fins de semana. 

Em carta circular, o arcebispo de Fortaleza, Dom José Antônio Tosi Marques, pede que as recomendações sejam acatadas com “sabedoria e responsabilidade”.

“Situações novas sempre se apresentam e exigem uma contínua atualização de cuidados para o bem de cada um e de todos, para a saúde e solidariedade”, diz no documento. 

Missas canceladas

De acordo com o padre Laércio Lima, da Igreja Cristo Rei, no bairro Aldeota, uma das cinco missas de domingo foi cancelada. A celebração ocorria às 19h. Outra missa realizada às 17h teve o horário antecipado para as 16h. O pároco relata que um retiro espiritual que seria realizado no dia 11 de março também foi cancelado para não expor os fiéis a aglomerações.

Já na Igreja São Gerardo, as missas de domingo serão todas celebradas pela manhã. À tarde não haverá realização das duas missas anteriormente previstas. Desde que começou a pandemia, segundo o secretário da Igreja, Liduino Valente, apenas as missas são celebradas, não sendo feito nenhum outro tipo de reunião presencial.

Além do cancelamento de todas as missas de sábado, a Igreja de Jesus, Maria e José, no bairro Antônio Bezerra, resolveu suspender as confissões. Reuniões, inscrições na catequese, batizados, entre outras celebrações, já não estavam sendo realizadas e devem seguir sem previsão de volta.

As missas continuam ocorrendo por meio de agendamento. Para este fim de semana, todas as vagas disponibilizadas para os fiéis pela internet e por telefone já foram preenchidas. 

Atividade essencial

A Câmara de Vereadores de Fortaleza aprovou, no dia 18 de fevereiro, um projeto de lei determinando que igrejas e templos religiosos sejam considerados atividades essenciais. A lei ainda precisa ser sancionada pelo prefeito José Sarto (PDT) para entrar em vigor.

Assuntos Relacionados