Hospital Leonardo da Vinci é ampliado com mais 23 leitos de UTI para Covid

O governador Camilo Santana entregou a nova ala na manhã desta segunda-feira (15)

leitos covid leonardo da vinci
Legenda: Mais 23 leitos para pacientes com Covid foram entregues no Hospital Leonardo da Vinci
Foto: Carlos Gibaja/Governo do Ceará

Com 94,19% dos leitos de terapia intensiva ocupados, o Hospital Estadual Leonardo da Vinci (Helv) recebeu, nesta segunda-feira (15), mais 23 acomodações de alta complexidade exclusivas para a internação de pacientes afetados pela Covid-19. 

Segundo o anúncio feito pelo governador Camilo Santana, via redes sociais, o equipamento dispõe agora de "291 leitos, sendo 179 UTIs e 112 enfermarias". 

A plataforma IntegraSUS, da Secretaria da Saúde (Sesa), calcula que o Helv tem 155 leitos ativos de UTI, dos quais 146 estão ocupados (94,19%) e 81 de enfermaria com 71 usados por pacientes (87,65%). A assessoria de comunicação da Pasta justificou que os novos números ainda serão atualizados.

"Apenas na última semana foram 293 leitos abertos pelo Governo do Estado exclusivos para Covid em Fortaleza e no Interior, sendo 70 no fim de semana", reforçou Camilo Santana.

Leitos recentes

No último sábado (13), foram disponibilizados 10 novos leitos de UTI no Hospital São Raimundo, em Limoeiro do Norte. O Hospital São Camilo, em Itapipoca, recebeu também 10 leitos de UTI e 20 de enfermaria. 

Já em Fortaleza, a unidade de campanha anexa à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Praia do Futuro foi ampliada com mais 30 leitos de UTI. O equipamento dispõe de uma estrutura com ar-condicionado, camas, farmácia e respirador, por exemplo. 

Panorama estadual

Conforme o IntegraSUS, a rede hospitalar do Ceará, entre unidades públicas e privadas, está com 93,72% dos leitos de UTI ocupados. Nas alas reservadas para adultos, a taxa chega a 96,5%, seguido por 64,29% (infantil) e 28,57% (neonatal). 

Em relação às enfermarias, 79,02% estão com pacientes internados. As acomodações para adultos novamente aparecem com a maior porcentagem (82,1%). Na sequência, estão: enfermaria infantil (64,03%); neonatal (45,45%) e gestante (15%). 

 

Quero receber conteúdos exclusivos da cidade de Fortaleza