Fortaleza vacinou mais de 90% dos idosos contra Covid e deve avançar para terceira fase nesta semana

Próxima fase abrange pessoas com comorbidades e/ou deficiência, gestantes e puérperas

vacinaçã contra covid-19
Legenda: Até domingo (2), 665.099 doses de vacina contra Covid-19 foram aplicadas em Fortaleza
Foto: José Leomar

A campanha de vacinação contra Covid-19 em Fortaleza já vacinou mais de 90% dos idosos entre 60 e 74 anos e deve avançar para a terceira fase, que abrange gestantes, pessoas com comorbidades e deficiência, nesta semana. As informações foram divulgadas pela secretária da Saúde, Ana Estela, em transmissão nas redes sociais, nesta segunda-feira (3).

"Continuamos na campanha. Essa semana deveremos estar iniciando já a terceira fase, que é a fase das pessoas com comorbidades, gestantes e puérperas", afirmou Ana Estela. Outras informações devem ser divulgadas nos próximos dias. 

A prefeitura de Fortaleza esclarece que tanto gestantes, como puérperas e pessoas com comorbidade devem fazer o cadastro para a 3ª fase da vacinação na plataforma Saúde Digital

A confirmação do agendamento será divulgado próximo à data de vacinação, segundo a prefeitura,  em lista nominal no site da campanha.  Além disso, será enviado e-mail e WhatsApp, com as orientações sobre data, horário e local onde a pessoa agendada deve comparecer.

Mais de 665 mil doses aplicadas

Até este domingo (2), 665.099 doses de vacina contra Covid-19 foram aplicadas em Fortaleza, que está na segunda fase do plano, que contempla idosos de 60 a 74 anos e profissionais das forças de segurança. 

Veja os percentuais de idosos vacinados pelo menos com a primeira dose, conforme meta do Ministério da Saúde:

  • Segunda fase: 232.319 dos idosos entre 60 a 74 anos -  90,7% da meta
  • Primeira fase: 102.559 idosos a partir de 75 anos - 116,08% da meta

A vacinação acima da meta ocorre quando a prefeitura identifica mais pessoas que o número repassado pelo Ministério da Saúde. Ainda segundo a secretária, 73,1% dos trabalhadores da saúde da capital, incluído na primeira fase, já foram vacinados.   

Documentação para terceira fase

As pessoas com comorbidades e/ou com deficiências permanentes graves deverão apresentar documento comprobatório durante a 3ª fase da Campanha Nacional de Vacinação contra a Covid-19 no Ceará.

print da foto do instagram de Jose Sarto
Legenda: Prefeito de Fortaleza, José Sarto (PDT), usou as redes sociais para passar mais orientações sobre a terceira fase da vacinação

No caso dos usuários do Sistema Único de Saúde, o SUS, será possível procurar uma Unidade Básica de Saúde próxima para obter esse tipo de documento. Ainda assim, para cearenses que utilizam a rede particular, basta fazer solicitação ao médico responsável pelo acompanhamento. Veja os modelos.

COMPÕEM O GRUPO DE COMORBIDADES: 

  • Pessoas que vivem com HIV entre 18 e 59 anos de idade;
  • Pessoas com doenças crônicas como: diabetes; hipertensão grave; doença pulmonar obstrutiva crônica; doença renal; doenças cardiovasculares e cerebrovasculares; transplantados de órgãos sólidos; anemia falciforme; câncer e obesidade.

COMPÕEM O GRUPO DE PESSOAS COM DEFICIÊNCIA PERMANENTE:

  • Pessoa com deficiência acamada de forma permanente;
  • Pessoa com síndrome de down acima de 18 anos;
  • Pessoa traqueostomizada;
  • Pessoa com doenças neuromusculares;
  • Pessoa com doença pulmonar crônica;
  • Pessoa com deficiência física (cadeirante);
  • Pessoa com dificuldade de engolir (com disfagia);
  • Pessoa com necessidade de cuidados permanentes para as atividades básicas de vida diária (tomar banho, se vestir, higiene pessoal, deslocamento dentro de casa, incontinência urinária e fecal, comer com as próprias mãos);
  • Pessoa com síndromes raras;
  • Pessoa com deficiência visual total (amaurose)/cego;
  • Vulnerabilidade social (incluídos em programas sociais do Governo);
  • Pessoa com fissura labiopalatal;
  • Outras.

Segunda dose da Coronavac

A aplicação segunda dose da vacina Coronavac está atrasada em diversas cidades do Brasil por falta de abastecimento do imunizante. Em Fortaleza, a Secretária da Saúde, Ana Estela Leite, afirmou que 41.260 doses destinadas para a segunda dose foram aplicadas como primeira dose, após recomendação do Ministério da Saúde, em março.

Neste domingo (2), a capital recebeu cerca de 4 mil doses da Coronavac, que estão sendo aplicadas a partir desta segunda-feira, apenas em idosos com vacinação atrasada e agendados. O lote equivale a cerca de 10% do necessário e a prefeitura segue aguardando novos carregamentos para completar a vacinação dos que receberam a Coronavac.

A secretária explicou que têm preferência no agendamento os idosos que estão mais atrasados, em relação à data limite de aplicação da segunda dose (até 28 dias após a primeira dose). O segundo critério é a idade: entre idosos com o mesmo número de dias de atraso, os mais velhos são agendados primeiro. 

A campanha de imunização segue aplicando as duas doses da vacina da Oxford/AstraZeneca, que tem intervalo entre doses de até 90 dias. Diferente daqueles que receberam Coronavac, os idosos que receberam esse imunizante e não foram agendados até o dia marcado no cartão de vacinação, podem procurar os pontos de vacinação. 

A Prefeitura continua organizando a vacinação por agendamento, a partir daqueles que já realizaram o cadastro na plataforma Saúde Digital, da Secretaria de Saúde do Estado (Sesa). As listas de pessoas agendadas são publicadas no site

Quero receber conteúdos exclusivos da cidade de Fortaleza