Fortaleza inicia aplicação de dose de reforço contra a Covid-19 em idosos

Imunização começou por 164 idosos do Lar Torres de Melo

Idoso do Lar Torres de Melo recebendo vacina contra Covid-19 de enfermeiro
Legenda: Idosos devem receber vacina na própria instituição
Foto: Wânyffer Monteiro

Fortaleza começou, nesta quarta-feira (8), a ministrar a dose de reforço da vacina contra a Covid-19. A aplicação do imunizante iniciou por 164 idosos do Lar Torres de Melo, já que eles receberam a segunda dose (D2) há mais de seis meses.

Ao todo, conforme o prefeito Sarto Nogueira (PDT), 862 idosos de instituições de longa permanência devem ser contemplados in loco, na própria entidade, com a vacina.

Conforme o gestor municipal, os demais idosos serão beneficiados com o reforço à medida que o Município receba doses destinadas para essa aplicação.

Idosos do Lar Torres de Melo esperando vacina contra Covid-19
Legenda: Público de instituições de longa permanência soma 862 pessoas em Fortaleza, conforme Prefeitura
Foto: Wânyffer Monteiro

O que é a dose de reforço

A aplicação da dose de reforço foi determinada pelo Ministério da Saúde nos casos de indivíduos imunossuprimidos, após 28 dias da D2, e pessoas acima de 70 anos que receberam duas doses há mais de seis meses.

A Pasta federal indicou que a aplicação da dose de reforço começasse a partir da próxima quarta-feira (15), usando preferencialmente a vacina Pfizer ou, de modo alternativo, as vacinas da Janssen e da AstraZeneca.

No Ceará, quase 46 mil idosos a partir de 70 anos de idade tomaram a 2ª dose da vacina contra a Covid-19 até 31 de março deste ano. Esse público completa seis meses de imunização neste mês, tornando-se apto ao recebimento da dose de reforço.

Quero receber conteúdos exclusivos da cidade de Fortaleza