Fiscalização: 1.168 pessoas são autuadas por descumprimento do decreto estadual

Somente em janeiro de 2021, já foram 103 interdições de interdições de estabelecimentos no Ceará

vigilância
Legenda: Aglomerações têm sido recorrentes em bares e restaurantes
Foto: VC Repórter

Desde o início da pandemia no Ceará, a partir da segunda quinzena de março de 2020, 1.168 pessoas foram autuadas pela Polícia Civil por descumprimento dos decretos estaduais sanitários contra a Covid-19, de acordo com o secretário da Segurança Pública, Sandro Caron. Até 31 de dezembro, a Vigilância Sanitária Estadual também interditou 149 estabelecimentos. Contudo, somente em janeiro de 2021, já foram 103 interdições; os responsáveis respondem a processos administrativos e podem receber, entre as sanções aplicáveis, advertência, fechamento e multa.

>> Vigilância Sanitária autua quatro restaurantes em Fortaleza
>> Agefis fecha 3 festas e interdita 3 bares no fim de semana por desrespeito a decreto em Fortaleza

Com o aumento de casos da doença verificado nas últimas semanas, as regras se tornarão mais rígidas em Fortaleza. A venda e o consumo de bebidas alcoólicas em locais públicos serão proibidos após as 22h, a partir deste fim de semana. A medida não tem prazo para ser finalizada, de acordo com o coronel Eduardo Holanda, titular da Secretaria Municipal da Segurança Cidadã (Sesec).

Locais previamente mapeados onde costumam ocorrer aglomerações em fins de semana receberão reforço de equipes de fiscalização. Entre eles, estão as Praias de Iracema e do Futuro, a Beira-Mar, praças e bares do bairro Benfica e corredores comerciais das avenidas Washington Soares, Oliveira Paiva e Osório de Paiva. Postos de gasolina também devem ser alvo de operações.

fiscalização
Foto: Fabiane de Paula

Equipes volantes e blitze devem ser empregadas no processo. Como forma de endurecimento das medidas, os estabelecimentos também poderão ser “imediatamente interditados”, segundo Holanda. “Todas as ações visam a garantir a segurança e a saúde da nossa população”, reforça o coronel.

A nível municipal, a superintendente da Agência de Fiscalização de Fortaleza (Agefis), Laura Jucá, informou que, neste mês de janeiro, já foram realizadas 118 fiscalizações, 39 autuações e sete interdições. “É muito importante que a população seja parceira nesse momento”, pediu.

Quero receber conteúdos exclusivos da cidade de Fortaleza