Filas de carros se formam no Centro de Eventos para vacinação contra Covid-19 neste sábado (6)

Local funciona neste fim de semana, das 9h às 17h; muitos idosos sem agendamento estão comparecendo aos locais de vacinação, aumentando as filas e o tempo de espera

Legenda: Conforme apuração do Diário do Nordeste, muitas pessoas que se encontram na fila não realizaram agendamento, aumentando a quantidade de automóveis
Foto: Beatriz Farias

Uma extensa fila de carros está dando voltas no Centro de Eventos do Ceará neste sábado (6) para vacinação contra a Covid-19. O local funciona neste fim de semana, das 9h às 17h. A expectativa, de acordo com a Secretaria Municipal da Saúde de Fortaleza, é atender cerca de 6 mil profissionais de saúde.

Conforme apurou a equipe de reportagem do Diário do Nordeste, muitas pessoas que se encontram na fila não realizaram agendamento, aumentando a quantidade de automóveis nas filas. Os relatos são de longas horas de espera. Equipes da Polícia Militar e da Guarda Municipal estão no local.

A dentista Nara Cristina, 53, e a mãe, a aposentada Maria de Lourdes Teixeira, 84, desde às 7h30 estão na fila. Elas fizeram o cadastro no primeiro dia destinado para agendamento e, até agora, não receberam resposta. Ao se dirigirem para o Centro de Eventos, ficaram sabendo que dona Maria de Lourdes não poderia se vacinar.

"Eu soube de casos de pessoas que vieram nos dias anteriores sem agendamento e, mesmo assim, estavam sendo vacinadas. Fizemos o cadastro no primeiro dia e simplesmente não deram nenhum retorno. É um desrespeito às pessoas de idade", diz. "A fila está imensa e não colocam funcionários para ir logo avisando que, sem agendamento confirmado, não é possível vacinar. Eles só dão a informação quando as pessoas estão na entrada do Centro de Eventos".

Por sua vez, a aposentada Cecília Morais, 76, foi ao local tentar ser atendida porque precisa tomar a vacina antes de fazer uma cirurgia. Ela reclama de não haver informação e nem previsão de quando será imunizada. 

"Ninguém informa nada. A minha vacina era pra ser em casa, mas eles não estão dizendo nem quando vão. Tentamos trocar para Drive-Thru, mas não conseguimos. Vim aqui para tentar arriscar, mas está essa confusão", lamenta. "Então estou voltando pra casa sem ser vacinada, mas tendo que fazer isso logo por conta da cirurgia, e ainda sem perspectiva", completa.

Legenda: A dentista Nara Cristina, 53, e a mãe, a aposentada Maria de Lourdes Teixeira, 84, fizeram o cadastro no primeiro dia destinado para agendamento e, até agora, não receberam resposta
Foto: Beatriz Farias

Retorno

A analista contábil Maria José Barbosa, 48, retornou ao Centro de Eventos neste sábado e conseguiu que o pai, Geraldo Barbosa Soares, 95, fosse vacinado; contudo, após o insucesso de um atendimento na sexta-feira (5). Ela explica que uma equipe da Prefeitura de Fortaleza ligou e agendou a vacinação para 16h. Os dois chegaram uma hora antes, passaram um expressivo tempo na fila e, quando estavam perto da entrada, disseram que às 17h encerrava o atendimento.

"Eu tava tranquila por ter recebido a ligação, mas voltei para casa com meu pai sem estar vacinado. Hoje retornei às 7h, peguei uma fila enorme, no sol quente, e me pergunto porquê não deixam as pessoas entrarem para esperar no estacionamento coberto", questiona. "Esperei duas horas e meia para entrar e ele conseguiu ser imunizado; ainda assim, tô indignada pelo tanto de gente que ainda está lá fora".

Legenda: A analista contábil Maria José Barbosa conseguiu que o pai, Geraldo Barbosa, fosse vacinado após o insucesso de um atendimento na sexta-feira (5)
Foto: Beatriz Farias

Uma das pessoas que estão no aguardo é a empregada doméstica Laurentina Morais Sá, 86. Por conta do calor, ela saiu do carro em que estava e se dirigiu, a pé, até uma sombra na calçada do Centro de Eventos. A vacinação dela estava agendada para acontecer em casa, porém, sem nenhuma resposta, a doméstica se dirigiu até o local.

“Quando eu cheguei aqui, o rapaz disse que eu não podia me vacinar porque só tenho 86 anos, aí eu tenho que voltar pra casa”, afirma. Segundo ela, um agente da Prefeitura não deu previsão para a sua vacinação e afirmou que dona Laurentina esperasse no próprio domicíio.

Legenda: A empregada doméstica Laurentina Morais Sá, 86, improvisou um lugar na sombra para aguardar o atendimento
Foto: Beatriz Farias

A secretária municipal da saúde, Ana Estela Leite, reforçou que os idosos que não estão agendados e não tenham acima de 90 anos não compareçam aos locais de vacinação. Eles devem esperar ser contatados. Ela também afirmou que as visitas nos domicílios continua neste sábado. Algumas equipes que não concluíram a rota que foi determinada na semana vão concluir hoje e, possivelmente, também na segunda-feira (8).  

Sobre a dificuldade de alteração no cadastro, a titular da pasta da saúde reconheceu que existe um congestionamento de chamadas, mas afirma que houve reforço nas equipes de atendimento.

"Nós temos 60 mil idosos cadastrados no Vacine Já. Mas a forma que a gente encontrou foi que o idoso mesmo possa fazer essa mudança por meio do e-mail. Então, verifiquem o e-mail. O envio já se iniciou na sexta-feira, até segunda-feira finaliza, e quem não foi vacinado vai ter essa possibilidade de um familiar ou até ele próprio, de acordo com a habilidade que tem no uso de tecnologia, fazer essa mudança. Os telefones continuam os mesmos, mas ainda com esse congestionamento nas linhas. A gente já reforçou equipes para esses telefones, e vamos reforçar durante a semana". 

Agendamento

Os idosos cadastrados para vacinação contra a Covid-19 podem alterar o local que escolheram se vacinar desde a última sexta-feira (5), conforme anunciou a Prefeitura de Fortaleza. Além disso, também foi liberado o atendimento sem precisar do agendamento prévio, a partir desta sexta, para os idosos com mais de 90 anos que forem ao Centro de Eventos do Ceará e Shopping Iguatemi. 

Com as mudanças, veja como cada faixa etária do grupo prioritário terá acesso à vacinação: 

  • 75 anos a 89 anos: deve se cadastrar no Vacine Já ou no aplicativo Mais Saúde Fortaleza.
  • Acima de 90 anos: pode se dirigir a um dos locais de vacinação sem precisar de agendamento. 
  • Os idosos abaixo de 90 anos não podem ir diretamento ao drive-thru. 

Também nesta sexta-feira (5), foi informado que a Prefeitura estava realizando o reagendamento dos 800 idosos que marcaram a vacinação para o Centro de Eventos, devido a uma falha técnica no sistema. Os que ainda não foram imunizados receberão uma mensagem no WhatsApp para marcar a vacinação, a domicílio ou nos drive-thrus. 

Também estava sendo realizado o reagendamento via WhatsApp de idosos que estavam agendados para receber a equipe de vacinação em casa e, devido algum imprevisto, não foram vacinados. A partir desde sábado (6), a secretaria vai revisar a lista de marcações a domicílio e entrar em contato com os idosos que não receberam, conforme a secretaria. 

"Nossas equipes de domicílio, algumas delas não conseguiram cumprir toda a rota prevista. Por alguma intercorrência, muitas vezes o idoso não estava na casa no momento que a equipe chegou", explica Ana Estela Leite, secretária municipal da Saúde (SMS).

Drive-thru para agendados

Os idosos acima de 75 anos estão sendo vacinados nos drive-thru instalados no Centro de Eventos e no Shopping Iguatemi. As secretarias da saúde do Estado e do Município reforçam que o atendimento é para aqueles que já haviam realizado o agendamento por meio do site Vacine Já ou do aplicativo Mais Saúde Fortaleza.

A lista de cadastrados está sendo divulgada dirariamente no site da Sesa e da Prefeitura de Fortaleza. As pastas afirmam que estão entrando em contato com os idosos através dos telefones ou e-mails informados no cadastro. 

Há cerca de 50 mil idosos cadastrados na modalidade domicilio e mais de 8,5 mil para a vacinação em drive-thru. Ana Estela ressalta que é importante verificar a fonte do e-mail e o procurar no spam. Os e-mails são enviados pelos endereços oficiais do programa: vacineja@sis.fortaleza.ce.gov.br e vacineja@sepog.fortaleza.ce.gov.br.

"Fiquem atentos às comunicações que vão por email ou por WhatsApp. Algumas delas estão indo para o spam. Então tentem fazer essa busca, para que nenhum idoso perca a oportunidade dessa vacinação", alerta a secretária. 

Vacinação

A campanha de imunização contra a Covid-19 começou no último dia 18 na Capital, após a chegada de 218 mil doses da vacina CoronaVac. O estado já recebeu 334,9 mil doses e mais 115 mil nesta sexta-feira (5). 

Os primeiros grupos prioritários a serem vacinados são os profissionais de saúde e idosos acima de 75 anos, conforme o Plano de Vacinação da Secretaria da Saúde do Estado do Ceará (Sesa). 

Os profissionais de saúde são vacinados em suas unidades de trabalho e no Centro de Eventos; neste último mediante agendamento no Vacine Já. "Já estamos concluindo a rede hospitalar de Fortaleza. Já vacinamos todos os das Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), do Serviço Móvel de Urgência (Samu) e de laboratórios, que trabalham no enfrentamento à Covid-19", afirmou a secretária Ana Estela. 

Quero receber conteúdos exclusivos da cidade de Fortaleza

Assuntos Relacionados