Três vítimas de explosão em empresa de oxigênio são levadas ao IJF

As vítimas têm 19, 43 e 45 anos de idade e “seguem estáveis", segundo o hospital. Ao todo, cinco pessoas ficaram feridas na explosão

fábrica após a explosão
Legenda: Explosão aconteceu em unidade da empresa no bairro Carlito Pamplona
Foto: Jarbas Oliveira

Três vítimas da explosão na empresa White Martins, ocorrida na manhã deste sábado (24), na avenida Francisco Sá, em Fortaleza, deram entrada na Emergência do Instituto Doutor José Frota (IJF) por volta de 12h, informou o hospital. Cinco pessoas ficaram feridas com a explosão, informou a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Ceará (SSPDS). 

As vítimas levadas ao IJF têm 19, 43 e 45 anos de idade e “seguem estáveis, em avaliação clínica, acompanhados pelas equipes multiprofissionais do hospital e realizando exames de imagem”, de acordo com o hospital.

Não há informações se as vítimas são trabalhadores da empresa ou moradores da região.

Ainda segundo a SSPDS, as outras duas pessoas feridas foram atendidas ainda no local da explosão e não precisaram de transferência para hospital.

Leia mais

Casas atingidas

Explosão na White Martins em Fortaleza
Legenda: Explosão em empresa de oxigênio causa danos em residências em Fortaleza
Foto: Reprodução

O Corpo de Bombeiros enviou equipes do quartel central ao local, no bairro Carlito Pamplona, por volta das 10h40. Em nota enviada às 12h, a White Martins afirmou que equipes da empresa estavam indo até o local e informou que houve "um incidente" na unidade na Capital. "Prestaremos mais informações assim que possível", diz a nota.

Vídeos enviados ao Diário do Nordeste mostram pessoas correndo e a fumaça causada pela explosão. Residências próximas à companhia tiveram janelas quebradas e foram danificadas.

Uma mulher que estava com o filho de dois anos numa padaria nas proximidades da empresa teve o carro destruído. O teto da padaria desabou sobre o veículo e o impacto da explosão quebrou os vidros do carro e do estabelecimento, segundo a cliente.

O governador Camilo Santana divulgou comunicado lamentando a situação e afirmando que acompanha o caso. Camilo frisou que a Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa) monitora a questão do fornecimento de oxigênio, para evitar o desabastecimento dos equipamentos de saúde do Estado.

O prefeito Sarto Nogueira esteve presente no local e afirmou que a Defesa Civil realiza inspeção em imóveis da área atingida.

 

Quero receber conteúdos exclusivos da cidade de Fortaleza