Entrada em eventos ou estádios no Ceará continua liberada para quem tomou D2 ou dose única há 14 dias

A exigência foi mantida no último decreto, publicado neste sábado (30)

Escrito por Redação,

Metro
Profissional prepara vacina para aplicar
Legenda: Pessoas a partir de 12 anos também precisarão comprovar vacinação completa há pelo menos 14 dias
Foto: José Leomar / SVM

A entrada em eventos sociais e estádios no Ceará continua liberada apenas para quem já tomou 2 doses ou dose única da vacina contra Covid-19 há, pelo menos, 14 dias, sendo necessária a apresentação do comprovante deste esquema vacinal completo na ocasião. A permissão inclui a obrigatoriedade do uso da máscara de proteção. 

A regra, que já havia sido definida no início das flexibilizações, foi mantida no último decreto, publicado neste sábado (30), no Diário Oficial do Estado (DOE), embora o documento tenha trazido um texto diferente dos anteriores no detalhamento. 

No entanto, com os recentes afrouxamentos das medidas restritivas, houve dúvidas se esse período determinado de duas semanas após a última aplicação da vacina ainda era necessário. Segundo a Casa Civil, a exigência não foi derrubada.

Assim, podem entrar em estádios apenas aqueles torcedores vacinados com a segunda dose há, pelo menos, 14 dias, incluindo os adolescentes (a partir de 12 anos). O mesmo vale para demais eventos sociais.

Liberações

Neste sábado (30), o decreto liberou pista de dança em eventos, "desde que seja em espaço reservado, acessível apenas para maiores de 12 anos, com esquema vacinal completo e que estejam utilizando máscara".

Os participantes deverão comprovar a conclusão do esquema vacinal (duas doses ou dose única tomadas há pelo menos 14 dias).

O texto também prevê a autorização para demais eventos de forma gradual, englobando quatro etapas. Veja abaixo como ficará. 

1ª fase

Prevista para início na segunda-feira (1º) e deve durar até o dia 15 de novembro, capacidade permitida será de 500 pessoas em ambiente fechado e 800 para lugares abertos, com duração máxima de 7 horas e 10 lugares por mesa.

2ª fase

Prevista para ocorrer de 16 a 30 de novembro, a capacidade avançará para 1.200 pessoas em ambiente fechado e 2.000 em lugares abertos, ainda com duração de 7 horas e 10 pessoas por mesa.

3ª fase

Prevista para a primeira quinzena de dezembro, serão 2.000 pessoas em lugares fechados e até 3.000 em lugares abertos, com horário de duração máximo de 8 horas e até 12 pessoas por mesa.

4ª fase

O Governo do Estado prevê, entre 16 e 31 de dezembro, 2,5 mil pessoas em ambientes fechados e até 5 mil em lugares abertos, 8 horas de duração e até 14 pessoas por mesa. 

O que vale a partir de segunda-feira (1º/11):

  • Ampliação da capacidade de público nos estádios de futebol para 80%, com exigência do esquema vacinal completo (no mínimo 14 dias após tomar duas doses ou dose única); 
  • Ampliação da capacidade dos eventos sociais para 500 pessoas em locais fechados e 800 pessoas em espaços abertos, com exigência de esquema vacinal completo para maiores de 12 anos.
  • Pista de dança liberada em eventos sociais desde que seja em espaço reservado, acessível apenas por maiores de 12 anos, com esquema vacinal completo, e que estejam utilizando máscara.
  • Restaurantes continuam autorizados a funcionar até as 3 horas; 
  • Cinemas, shopping, lojas de rua seguem liberados a receber até 80% da capacidade;
  • Eventos esportivos profissionais têm até 50% da capacidade de público em locais abertos e fechados;
  • Igrejas podem funcionar com total capacidade.