Covid-19: Ceará mantém tendência de alta de casos e óbitos pela doença

Entre 24 a 31 de janeiro, Estado teve 4.713 novas infecções pela doença e 56 mortos

Covid-19: Ceará mantém tendência de alta de casos
Legenda: Dados sobre o coronavírus foram divulgados em boletim da Secretaria da Saúde do Estado (Sesa)
Foto: AFP

O número de óbitos em razão da Covid-19 subiu 3,7% entre 24 a 31 de janeiro deste ano ante a semana anterior, no Ceará. Neste período, foram registrados 4.713 novas infecções pela doença e 56 mortos. Os dados do Boletim Epidemiológico da Secretaria Estadual da Saúde (Sesa), divulgado nesta terça-feira (9), reafirmam a tendência de alta da pandemia no Estado. 

As duas semanas de fevereiro, que ainda não constam no balanço, serão cruciais para confirmar se houve avanço de uma segunda onda de Covid-19 e o efeito das medidas mais restritivas para as atividades econômicas. Do início da pandemia até o fim de janeiro, o Ceará totaliza 376.492 casos confirmados e 10.561 mortos.

Quase todas as Áreas Descentralizadas de Saúde (ADSs) tiveram aumento de infecções confirmadas entre o fim de dezembro e o começo de fevereiro. Apenas Russas teve redução (21,9%). As maiores elevações são observadas em Baturité (118%), Acaraú (114,6%) e Tauá (85,7%).

As ADSs de Fortaleza (7,6%), Itapipoca (75,0%), Aracati (200%), Sobral (33,3%), Crateús (33,3%), Iguatu (266,7%), Crato (11,1%), Juazeiro do Norte (66,7%) e Cascavel (100%) apresentaram aumento de óbitos no mesmo período.

Quixadá, Limoeiro do Norte e Brejo Santo mantiveram o número de ocorrências. 

2021

Em 2021 (1º/1/21 a 30/1), quase um ano após o início da pandemia, foram registrados óbitos por Covid-19 em 83 (45,1%) municípios do Estado - um aumento de 20,2% em relação à semana anterior. A taxa de mortalidade acumulada (2020 e 2021) no Estado é de 116,2 por 100 mil habitantes.

A taxa de mortalidade está em 3,6 óbitos por 100 mil habitantes, com destaque para as ADSs de Baturité (100,0%), Tianguá (66,7%), Cascavel (60%), Crateús (60%) e Quixadá (60%), que registraram os maiores incrementos em relação à semana anterior.

Quero receber conteúdos exclusivos da cidade de Fortaleza