Com atraso da Janssen, Ceará distribui doses de AstraZeneca a cidades para evitar nova paralisação

Remanejamento utilizou doses de AstraZeneca que estavam guardadas para a segunda dose. Governo do Estado informou que tem garantia do Governo Federal de que doses serão respostas em julho

A recomendação do Governo do Ceará aos municípios é descentralizar postos de vacinação para acelerar o processo e facilitar o acesso da população.
Legenda: A recomendação do Governo do Ceará aos municípios é descentralizar postos de vacinação para acelerar o processo e facilitar o acesso da população.
Foto: Thiago Gadelha

Com a notícia do atraso da vinda de um lote de três milhões de doses da vacina Janssen ao Brasil, antes previsto para esta semana, o Ceará teve de reajustar seu esquema de vacinação contra a Covid-19 para evitar uma nova paralisação do processo. Em substituição ao imunizante, a Secretaria da Saúde (Sesa) distribuiu ainda nesta quinta-feira (17) 235 mil doses da vacina AstraZeneca a 29 municípios que já haviam esgotado suas doses recebidas.

Por causa disso, e “para que os municípios não parem de vacinar”, a secretária-executiva de Vigilância e Regulação da Sesa, Magda Almeida, disse que a decisão do Estado, pactuada com o Conselho das Secretarias Municipais de Saúde do Ceará (Cosems-CE), foi de usar as doses de AstraZeneca que estavam separadas em estoque para segunda aplicação (D2).

No entanto, embora a recomendação do próprio Estado aos municípios seja sempre a de deixar garantidas as D2 de cada vacinado, a secretária afirma que a decisão não deve afetar o esquema vacinal. “Isso [o remanejamento] vai fazer com que a gente consiga imunizar pelo menos 235 mil pessoas a mais”, diz. E complementa que “o Ministério [da Saúde] e a Fiocruz [Fundação Oswaldo Cruz] garantiram novo estoque de D2 a partir de julho”.

Nesta sexta-feira (18), o Ceará recebeu 98,2 mil doses de vacinas da Pfizer e 63 mil doses de CoronaVac. "A gente tem bastante vacina essa semana. É importante que [os municípios] descentralizem os postos de vacinação e facilitem o acesso à população. Estamos com mais de 1,5 milhão de cadastros no Saúde Digital só no mês de junho", comenta Almeida.

Diário do Nordeste entrou em contato com o Ministério da Saúde para saber a nova previsão de chegada das doses da Janssen e se o Governo Federal dispõe de outra vacina em quantidade suficiente para substituir essas doses e evitar paralisação da vacinação. Por telefone, foi informado somente de que ainda não há previsão  nem detalhes sobre a distribuição da vacina para os estados.

Fortaleza

Embora Fortaleza não esteja contemplada na lista (veja abaixo), o prefeito da Capital, José Sarto (PDT), acredita que também não deve haver interrupção na campanha. De passagem para checar a vacinação no Centro de Eventos na manhã desta sexta-feira (18), ele disse: “Acredito que não [haverá atraso], porque o ministro [da Saúde] disse que o atraso seria breve. Agora, as coisas não dependem da gente. A informação que a gente tem é que vem logo”.

Confira os municípios que receberam doses de AstraZeneca em substituição à Janssen:

  • Pacujá
  • Hidrolândia
  • Porteiras
  • Irauçuba
  • Aurora
  • Catunda
  • Potengi
  • Granja
  • Morrinhos
  • Nova Olinda
  • Cariré
  • Jati
  • Uruburetama
  • Amontada
  • Moraújo
  • Mauriti
  • Barro
  • Mucambo
  • Graça
  • Pindoretama
  • Umari
  • Santana do Cariri
  • Guaraciaba do Norte
  • Missão Velha
  • Palhano
  • Itatira
  • Jucás
  • Tamboril
  • Groaíras

Fonte: Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa).

Quero receber conteúdos exclusivos da cidade de Fortaleza