Ceará receberá 300 mil doses de CoronaVac em compra direta com Butantan

Anúncio do envio do lote com as doses foi feito em coletiva no Instituto Butantan na manhã desta quarta-feira (22)

Legenda: O contrato para compra direta dos imunobiológicos produzidos pelo Butantan foi assinado no início do mês de agosto deste ano
Foto: Agência Brasil

O Ceará receberá o quantitativo de 300 mil de doses da vacina CoronaVac, segundo informação confirmada pelo governador de São Paulo, João Doria, em coletiva do Instituto Butantan na manhã desta quarta-feira (22). Este será o primeiro lote de imunizantes contra a Covid-19 adquirido de forma direta, fora das entregas previstas pelo Plano Nacional de Imunização (PNI) do Ministério da Saúde. 

Inicialmente, a previsão era de que 3 milhões de doses fossem entregues ao Ceará, com contrato de intenção de compra assinado ainda em agosto. Entretanto, conforme o governador Camilo Santana, após a chegada deste primeiro lote, novas remessas só devem ser entregues por demanda da Secretaria da Saúde do Estado do Ceará (Sesa).

"Quando o estado fez a expectativa desse quantitativo na época foi, inclusive, para aplicarmos essa terceira dose nos idosos e nos adolescentes cearenses. Agora, serão usadas para complementar a imunização dos adultos que estão faltando no Ceará", pontuou Camilo. 

Para a compra do montante de doses, o Governo do Ceará reservou no Orçamento a quantia de R$ 178,5 milhões. A autorização dada por Camilo Santana havia sido publicada na edição de 10 de agosto de 2021 do Diário Oficial do Estado (DOE).

Segundo a Comissão Intergestores Bipartite (CIB), o estoque servirá para aplicação de 1ª e 2ª doses (D1 e D2) na população de 18 a 59 anos de idade.

Contrato com Butantan

O contrato para compra direta dos imunobiológicos produzidos pelo Butantan foi assinado no início do mês de agosto deste ano, ainda durante a gestão de Dr. Cabeto na Secretaria da Saúde do Estado do Ceará (Sesa).

Na ocasião, o documento assinado previa a entrega inicial de 1,5 milhão de doses, para logo em seguida o total ficar completo com o envio de mais 1,5 milhão, cerca de um mês após a chegada do primeiro lote em solo cearense. 

Em agosto, o esperado era que a entrega começasse a ser feita até o fim daquele mês. Entretanto, a data foi alterada por conta do cronograma de entrega das doses de CoronaVac já adquiridas pelo Governo Federal. 

Imunização em andamento

O governador Camilo Santana, que também esteve presente na coletiva desta quarta-feira (22), já havia comentado sobre o contrato assinado e enviado ao Instituto Butantan.

Segundo ele,  a intenção da compra seria prevenir os atrasos causados pela distribuição do Plano Nacional de Imunização (PNI). 

Quero receber conteúdos exclusivos da cidade de Fortaleza