Ceará chega a 143.663 casos confirmados de Covid-19, com 7.090 mortes

Os dados são da plataforma IntegraSUS, atualizada às 9h04

O Ceará contabiliza 143.663 diagnósticos positivos e 7.090 mortes pela Covid-19, segundo dados da plataforma IntegraSUS, atualizados às 9h04 desta quinta-feira (16). O Estado ultrapassou a marca de 7 mil óbitos pela enfermidade na quarta-feira (15)

O número de recuperados é de 117.563. Há ainda 582 mortes suspeitas e 73.414 casos em investigação. Já foram realizados 369.169 exames para detectar o vírus no Estado. A mortalidade da doença, proporção entre os número de mortes e casos, está em 4,9%.

A capital registra os maiores índices da doença: 38.828 casos confirmados e 3.554 falecimentos. A média de novos casos no Ceará caiu 64% entre a primeira e a semana de julho. Em Fortaleza, a taxa de novas infecções caiu mais da metade. 

Sobral é a segunda cidade com maior número de casos, com 8.747 confirmações. Na principal cidade da Região Norte, 264 pessoas não resistiram à doença.

A segunda cidade em número de mortes é Caucaia, na Grande Fortaleza, com 304 óbitos. A cidade concentra 4.665 casos da doença. Também na RMF, Maracanaú contabiliza 4.569 diagnósticos positivos e 215 mortes. O número de mortes também é alto em Maranguape: 105 registros.

O IntegraSUS aponta que Juazeiro do Norte, no sul do Estado, tem 4.442 casos e 166 mortes registradas. Devido à pandemia, a Romaria do Padre Cícero, tradição da cidade, será realizada em formato online.

Juazeiro, Crato, Barbalha e Iguatu estão em regime de isolamento social rígido, medida para evitar a dissseminação do vírus. Fortaleza está na fase 3 do plano de reabertura econômica e a Região Norte na etapa de transição do plano. 

A plataforma indica que o número de casos confirmados também é destaque nos municípios de Maranguape (2.820), Quixadá (2.380), Acaraú (2.059) e Camocim (2.016).

Leitos de UTI

A taxa de ocupação dos leitos das Unidades de Terapia Intensiva (UTI) no Estado é de 69,86%, enquanto nas enfermarias chegava a 41,7%.

O Hospital Geral Dr. Waldemar Alcântara tem 100% de ocupação em UTI e enfermaria. A ocupação das UTIs também é máxima nos Hospital Regional do Sertão Central, Hospital Monte Klinikum, Hospital Regional de Iguatu, Hospital São Raimundo, Hospital São Vicente e Hospital Universitário Walter Cantídio.


Assuntos Relacionados