Brigadistas usam pás e enxadas de forma manual para tentar conter fogo no Cocó

As equipes fazem “raspagem” da área da vegetação de forma que haja uma zona de isolamento entre o capinzal incendiado e as demais vegetações do Parque

Escrito por Redação , metro@svm.com.br

Metro
parque do cocó
Legenda: O trabalho dos brigadistas, chamado de aceiro, previne a passagem do fogo e é realizado de forma manual com pás e enxadas.
Foto: Isaac Macêdo

Para evitar que o fogo que incendeia o Parque do Cocó desde a noite de quarta-feira (17), continue se propagando e afete outras vegetações da unidade de conservação, brigadistas florestais da Secretaria do Meio Ambiente (Sema) estão fazendo uma espécie de “raspagem” na área afetada para criar uma zona de isolamento entre o capinzal incendiado e as demais no Parque.

O trabalho, chamado de aceiro, previne a passagem do fogo e é realizado de forma manual com pás e enxadas. Em entrevista, na manhã desta quinta-feira (18), ao Diário do Nordeste, o titular da Sema, Artur Bruno disse que estava buscando uma “uma máquina, uma escavadeira, com outros órgãos, para ajudar também”.

O fogo consumiu capim e plantas aquáticas em cerca de 20 hectares, conforme estima a Sema. De acordo com o secretário, é uma região que fica alagada, geralmente, no primeiro semestre, e no segundo fica seca. 

 

Trabalho conjunto

Como o local tem muita lama, o acesso dos caminhões do Corpo de Bombeiros fica prejudicado Esse é um dos obstáculos para debelar o fogo. Por isso também,  os 18 brigadistas florestais realizam o combate de forma manual. 

parque do cocó
Legenda: Helicópteros da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer) carregam água e jogam na área afetada.
Foto: Isaac Macêdo

Na ação, segundo a Sema, os brigadista, vão até pontos estratégicos para montar o aceiro, limpando o capim seco e deixando uma área em terra batida, cortando a velocidade do fogo.

No trabalho para conter as chamas, helicópteros da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer)  jogam água nos focos. 

De acordo com a Sema, o combate ao fogo ocorre desde às 18h de quarta-feira (17) e tem perdurado nesta quinta-feira (18) com equipes do Corpo de Bombeiros, da Ciopaer, brigadistas florestais da Sema.