Corte clássico, as franjas têm se tornado tendência em 2021

Digitais influencers como Maju Trindade tem adotado a estilo "curtain bangs", estilo de cabelo dos anos 1970 utilizado por estrelas do rock

Esta é uma imagem de Maju Trindade
Legenda: Digital influencer Maju Trindade é uma das adeptas da tendência das frajas
Foto: Reprodução/Instagram

As franjas são um corte de cabelo atemporal, consideradas um clássico que nunca sai de moda. São usadas por aqueles que desejam garantir uma mudança, mas sem desapegar necessariamente do comprimento do cabelo, por exemplo. Mas em 2021, o clássico vive um boom entre famosos, digital influencers e anônimos, que têm adotado sobretudo referências de cortes da década de 1970. 

O cabeleireiro Daniel Lacerda conta que 9 a cada 10 clientes o procuram para aderir à franja. O modelo mais pedido é o  "curtain bangs", em que os fios são mais curtos no centro da franja e mais longos na parte lateral, como uma espécie de “cortina”. O corte é uma referência ao “shaggy hair”, tendência de cabelo 70's utilizado por estrelas da música e do cinema, como a francesa Brigitte Bardot. 

“Eu acredito que esse modelo de franja é uma grande releitura dessa década fantástica de descoberta de transformação. Estamos passando por esse momento novamente. Assim como nos anos 70, estamos vivendo uma década de mudanças muito significativas, na moda, comportamento e no digital”, explica Lacerda. 

O hairstylist do Salão Cab Tudo, sediado em São Paulo, também atribui o boom das franjas ao uso das máscaras. Segundo ele, o corte se tornou uma espécie de acessório ao equipamento de proteção individual. 

“A franja dá muito charme ao corte e ao visual. Eu amo. Sempre fiz nas minhas clientes. Não é atoa que fiquei muito conhecido por isso”, acrescenta. Digitais influencers como Maju Trindade e Viih Rocha são umas das várias clientes que aderiram ao corte pelas mãos de Daniel. 

Esta é uma imagem da digital influencer Viih Rocha
Legenda: Digital influencer Viih Rocha é uma das adeptas da franja
Foto: Reprodução/Instagram

Em Fortaleza, a tendência também já chegou aos salões de beleza. O cabeleireiro Paulo Dias relata que notou um aumento pela procura das franjas no seu salão, sobretudo pelas "curtain bangs", depois da pandemia. “Muita gente tem procurado fazer franja no salão. Com a pandemia, muita gente fez a franja em casa, doida para mudar, cortando a franja sozinha. Só que nem sempre dá certo”, diz.

Esta é uma imagem de uma franja
Legenda: Corte desenvolvido pelo cabeleireiro Paulo Dias
Foto: Reprodução/Instagram

Variedade

Não existem regras na hora de escolher qual franja usar, explica a hairstylist e colorista do Salão Cab Tudo, Greta Rincon. Ela esclarece que há uma variedade de franjas, e que o corte combina com todos os tipos de cabelo, independente da textura - do liso ao cacheado. O importante é respeitar a individualidade do cliente. 

“Eu gosto muito de trabalhar com autenticidade. Fazer um tipo de franja só em várias pessoas, acho que a gente acaba limitando um pouco tanto a criatividade do cabeleireiro de enxergar, de trazer uma forma para a moldura do rosto, quanto para a pessoa está cortando a franja. (...) Eu faço parte de um grupo de cabeleireiros que pensa muito no estilo da pessoa, do lifestyle dela”, afirma Greta. 

Esta é uma imagem de Greta Rincon
Legenda: Hairstylist Greta Rincon afirma que na hora de cortar a franja o importante é respeitar a individualidade do cliente
Foto: Arquivo pessoal

A cabeleireira cita que ainda existe um imaginário muito enraizado de que a franja é um corte de cabelo muito infantilizado, o qual remete a um aspecto mais cheio e reto ao cabelo. Ela alerta, porém, para os inúmeros formatos possíveis de franja, que ganham personalidade de acordo com a textura do fio de cada pessoa. 

“Se a gente fica preso só nessa coisa do liso, a gente acaba trazendo uma mesma franja para todos os cabelos” 
Greta Rincon
hairstylist

Para aqueles que desejam cortar a franja com base na harmonia do rosto, Greta lembra que o corte traz destaque para as áreas centrais da face, como bochechas e nariz

“Se a gente for ver uma pessoa que tem o nariz grande, o nariz é a marca registrada dela. Às vezes o nariz não a incomoda. Então por que aquela pessoa não pode ter uma franja também? A gente fica muito preso a essa coisa de ‘ah quem tem nariz grande não pode ter franja’. Acho que a gente pode tudo”, pontua.

Como arrumar a franja?

Um dos desafios para as novas adeptas à tendência são os cuidados na hora de arrumar a franja. Mas também se engana quem pensa que o corte “dá mais trabalho”. Segundo o hairstylist Daniel Lacerda, o ritual de arrumar a franja é comparável a uma rotina de skincare ou como escovar os dentes: não dura mais do que cinco minutos

“Tem que ter um secador, uma escova e é só isso. O resto é paciência. O grande truque é começar a secar com a franja bem molhada e o secador morno, e modelar de um lado para o outro”, descreve. 

Esta é uma imagem de um corte de cabelo com franja
Legenda: Corte de cabelo feito por Greta Rincon
Foto: Divulgação

Já a dica da Greta Rincon é optar por uma franja que se adéque mais facilmente ao seu estilo de cabelo, assim ficará mais fácil de arrumá-la na correria do dia a dia. Ela lembra também das clientes que praticam exercícios regularmente. Para esse público, a cabeleireira recomenda o uso do xampu a seco ou a lavagem da franja na própria pia do banheiro, seguida do uso do secador. 

“Muita gente tem buscado uma mudança, não vou dizer radical porque eu não acho que franja seja uma mudança radical, uma mudança no olhar mesmo, de se enxergar de outra forma. Nesses tempos em casa, houve uma reforçada na tendência das franjas. Eu acho que a franja traz um refresh em tudo isso que a gente tá vivendo, na hora de olhar no espelho e se arrumar”, conclui Greta.

 

Assuntos Relacionados