Fortaleza é a 2ª Capital com mais diabéticos diagnosticados em 2018

A Pesquisa de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel 2018) aponta que 9,5% das pessoas de 18 anos ou mais entrevistadas em Fortaleza alegaram portar a doença