Cirurgias de modificação como as de 'Caveira' e 'Diabão' podem ter riscos, dizem médicos

Dois tatuadores de SP rivalizam como as figuras mais tatuadas e modificadas no Brasil atualmente

Imagem do tatuador 'Caveira', que removeu a parte externa do nariz
Legenda: 'Caveira', um tatuador de São Paulo, revelou recentemente a cirurgia para remoção do nariz
Foto: arquivo pessoal

O tatuador Fernando Franco de Oliveira, conhecido como Caveira, chamou atenção das redes sociais com o corpo 99% tatuado e, agora, modificado. A última alteração, que veio com a remoção de parte do nariz, no entanto, chocou pela exposição. Segundo médicos, alterações desse tipo sempre podem ter algum risco para a saúde.

"Existem riscos estéticos e de saúde, pela anestesia, sangramento, cicatrização. E nesse caso estou falando de procedimentos validados pela comunidade médica", alerta, de pronto, Bruno Cavalcante, clínico geral e diretor de ensino e pesquisa da Associação Médica Cearense (AMC).

Caveira, inclusive, não é o único a seguir essa linha. Também em São Paulo, o Diabão, como é conhecido o tatuador Michel Prado, removeu a parte externa do nariz e outra parte do dedo para ficar semelhante à figura do apelido em questão.

A pontuação do médico é de que procedimentos não validados por profissionais da área podem acarretar problemas maiores, como a perda da função do próprio órgão. Nesse caso, ele diz não saber como os procedimentos ocorreram, mas alerta que são perigosos.

Cirurgias plásticas precisam de cuidados

Para falar da questão, Bruno Cavalcante chega a citar o fator de como as cirurgias plásticas são comuns em solo brasileiro. O País é campeão quando o assunto é modificação estética, o que, conforme o profissional, pode ser perigoso em diversos aspectos.

Legenda: 'Diabão', que também é de SP, fez a mesma cirurgia de modificação estética
Foto: reprodução/arquivo pessoal

No caso do nariz de Caveira, ele aponta que o procedimento não é nada comum. "Quando retiro parte dele ou modifico a anatomia dele, por exemplo, eu posso ter riscos irreversíveis. Ele é importantíssimo para nossa respiração", revela. 

"O nariz tem uma importância de filtração. Se eu modificar essa anatomia posso ter infecções no trato inferior e superior. Ele tem uma função básica de filtração grosseira, de partículas, etc. Assim, pode acontecer de aparecer algum quadro de infecção", delimita o médico.

Exatamente por isso, Bruno Cavalcante ressalta a necessidade de procurar sempre um profissional habilitado e autorizado para realizar qualquer categoria de procedimento estético.

Legenda: O 'Diabão' também retirou parte do dedo em meio às cirurgias
Foto: reprodução

"O que recomendamos é que todo procedimento seja feito por um profissional médico. Quando ele é bem capacitado e bem treinado, vai saber dizer não para esses pedidos"
Bruno Cavalcante
Médico

Perigo na boca

Além das modificações no nariz, Caveira também resolveu realizar o desgaste dentário, tudo com o intuito de afiná-los para semelhança com a imagem de um vampiro. Quem fala sobre a questão é Leonardo Seabra, especialista em Implantes Dentários, Prótese e Endodontia. Para ele, é essencial ter acompanhamento médico nesse momento.

"O desgaste dentário deve ser muito bem indicado e deve ser feito apenas por um profissional habilitado, no caso, um cirurgião dentista", inicia sobre o assunto.

A principal finalidade seria a finalidade protética, onde o dentista planeja aquele desgaste para que seja instalada naquele elemento dentário uma prótese que vai restabelecer a função mastigatória ou a função estética perdida
Leonardo Seabra
Especialista em Implantes Dentários, Prótese e Endodontia

A falta do cuidado, ele aponta, pode ser crucial para fatores prejudiciais na mastigação. "Quando fazemos um desgaste aleatório ou sem os devidos cuidados, pode ocorrer uma perda mastigatória porque sabemos que cada dente é responsável por um tipo de mastigação dos alimentos. Quando se modifica a anatomia vai estar prejudicando esse processo mastigatório, além da função estética nesse meio", esclarece.

Quando o órgão é a língua, então, ele afirma que pode ser ainda mais prejudicial. "Nesse caso, posso também estar comprometendo a função de fonação, porque os dentes também ajudam no processo da fala, bem como a língua", finaliza.

Legenda: O desgaste dentário, médicos alertam, deve ser feito com extremo cuidado em pacientes
Foto: reprodução/arquivo pessoal

Entretanto, nem Caveira nem Diabão relataram problemas com as modificações corporais. "Vou colocar mais implantes de chifres na cabeça, tatuagens que cortam a pele e deixam cicatrizes. Não vou parar, para a alegria do Diabão", afirmou Fernando Franco em entrevista recente ao portal UOL.