Vídeo mostra homens encapuzados em viaturas mandando comércio fechar as portas em Sobral

Policiais civis foram ao local e tranquilizaram os comerciantes, no entanto, alguns permaneceram com as portas fechadas

Foto: Reprodução

 

Homens encapuzados sentados nas janelas de viaturas mandaram comerciantes fecharem as portas na tarde desta quarta-feira (19), no Centro de Sobral, Região Norte. Um vídeo mostra as viaturas passando, por volta de 14h, com homens fazendo gestos com os braços, indicando para baixarem as portas das lojas. A situação ocorre em meio a atos de paralisação de grupos policiais em Fortaleza, Região Metropolitana e no interior do Estado

> TEMPO REAL: acompanhe a cobertura dos atos

Minutos após a passagem dos militares, policiais civis, juntamente com guardas municipais, foram ao local e tranquilizaram os comerciantes, afirmando que podiam abrir as lojas normalmente. Parte dos trabalhadores voltou a abrir o comércio, mas alguns permaneceram com as portas fechadas. 

Em Sobral, 240 agentes de segurança que fazem parte da Unidade Integrada de Segurança (Uniseg) chegaram a paralisar as atividades, de acordo com apuração do Sistema Verdes Mares, mas parte voltou ao trabalho no início da tarde. Vinte viaturas e 10 motocicletas do motopatrulhamento estavam paradas durante a manhã desta quarta. 

O secretário da Segurança Pública do Ceará, André Costa, declarou que os homens envolvidos nas ações em todo o Estado são "pessoas que se autointitulam como policias militares", e “alguns foram identificados". De acordo com ele, o grupo foi retirado da folha de pagamento.  

"Infelizmente, temos grupos da Polícia Militar que têm praticado crimes militares e atos de vandalismo", disse o secretário. 

Até agora, 261 policiais militares serão investigados por crimes militares e devem responder por motim, revolta e insubordinação. 

Mulheres que se dizem esposas de militares também participam dos atos e serão responsabilizadas, destacou o secretário. Elas podem responder, conforme Costa, pelos crimes de motim e revolta. 

O governador Camilo Santana publicou um pronunciamento em suas redes sociais nesta quarta (19). Ele informou que entrou em contato com o Governo Federal "para solicitar apoio de tropas federais para garantir, juntos com nossas forças de segurança, a proteção da população, nossa prioridade absoluta". 

Reajuste salarial 

Grupos de militares estão insatisfeitos com o reajuste oferecido pelo Governo do Estado, embora cinco associações de profissionais de segurança tenham participado de acordo quanto à proposta.  

Durante a manhã desta quarta, homens encapuzados furaram pneus de viaturas nas proximidades do 18° Batalhão da PM, no Bairro Antônio Bezerra, em Fortaleza. 

Ações contra a segurança 

Os atos contra a Segurança Pública foram registrados entre a noite de terça-feira (18) e esta quarta-feira (19), nos municípios de Sobral, Barbalha, Canindé, Crato, Iguatu, Juazeiro do Norte e Quixadá. 

Além de bloquearem o acesso a batalhões policiais e a saída de viaturas, os envolvidos estão furando os pneus dos veículos. 

Quero receber conteúdos exclusivos sobre segurança