Policial militar é suspeito de usar cartão corporativo para abastecer veículo particular

CGD abriu investigação administrativa contra o agente de segurança

Um 1º tenente da Polícia Militar do Ceará (PMCE) é suspeito de usar indevidamente um cartão corporativo para abastecer um veículo particular. A Controladoria Geral de Disciplina dos Órgãos de Segurança Pública e Sistema Penitenciário (CGD) instaurou um Conselho de Justificação pela contra o agente de segurança.

Na portaria divulgada no Diário Oficial do Estado (DOE) da última quarta-feira (14), a CGD informa que as investigações sobre o uso indevido do cartão de abastecimento acontecem desde maio de 2019, quando foram averiguadas denúncias sobre uma motocicleta pertencente à Polícia Militar estar abandonada em um bar de Pacatuba, município da Região Metropolitana de Fortaleza (RMF).

Conforme a portaria, a motocicleta da PMCE pertencia, para o uso legal de trabalho, ao PM. Contudo o cartão de abastecimento da moto da Polícia estava sendo utilizado em um veículo particular do policial.

O Conselho de Justificação apura apura ilícitos envolvendo oficiais militares. A punição pode variar de advertência à demissão. A decisão sobre o caso será tomada pelo governador do Estado e publicada no Diário Oficial do Estado.

Em nota, a CGD afirma que o " procedimento encontra-se em fase de instrução processual". A reportagem solicitou, também, o posicionamento da Polícia Militar em relação ao caso. Mas a Instituição informou que a investigação é de responsabilidade da Controladoria Geral de Disciplina.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre segurança