Polícia Federal prende no Bairro de Fátima homem já condenado pelo furto ao Banco Central

O ‘Véi Davi’, que havia participado do furto e ocultado parte do dinheiro numa casa no Mondubim, foi preso preventivamente nesta terça-feira (26)

Imagem mostra cédulas de R$ 50.
Legenda: 'Véi Davi' foi preso por ocultar R$ 12 milhões oriundos do furto ao Banco Central de Fortaleza, em 2005.
Foto: Tuno Vieira

A Polícia Federal prendeu preventivamente nesta terça-feira (26) Davi Salviano da Silva, de 58 anos, conhecido como ‘Véi Davi’, que já havia sido condenado a 47 anos de prisão por ter participado do assalto ao Banco Central de Fortaleza, em 2005.

O homem foi preso no Bairro de Fátima, na Capital, após expedição de um mandado da 2ª Vara Federal em Uberlândia, Minas Gerais.

Segundo a Polícia Federal no Ceará, além do caso do Banco Central, ele é acusado de extorsão mediante sequestro e associação criminosa, devido ao sequestro de um gerente e funcionário da Caixa Econômica Federal de Minas Gerais em março de 2003. À época do crime, também foram feitos reféns os filhos do gerente, em outra cidade da região. 

Banco Central 

‘Véi Davi’ foi condenado a 47 anos de reclusão por planejar e executar o furto ao Banco Central de Fortaleza, considerado um dos maiores furtos a banco da história do Brasil.  

Ele também foi condenado por ocultar parte do dinheiro furtado em uma casa no Mondubim, na Capital. À época, foi preso na posse de R$ 12 milhões e encarcerando em penitenciárias de segurança máxima. 

Nesta terça, 'Véi Davi' voltou ao sistema prisional cearense, onde deve responder à Justiça. 

 

Quero receber conteúdos exclusivos sobre segurança

Assuntos Relacionados