Operação do MPCE cumpre mandados de prisão contra membros de grupo criminoso de Morada Nova

São cumpridos 15 mandados de prisão e 15 de busca e apreensão; a organização tem atuação em Fortaleza e outros municípios do Estado

O Ministério Público do Ceará deflagrou, na manhã desta quinta-feira (29), uma operação para desarticular uma organização criminosa de Morada Nova, no interior Estado, com atuação também em Fortaleza e outros municípios. Os suspeitos são investigados por tráfico de drogas, associação para o tráfico, integração e promoção de organização, entre outros crimes. 

A "Operação Antagonista", coordenada pelo Grupo de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), investiga a relação de uma facção criminosa com forte atuação no Estado do Ceará com pequenos grupos armados. 

Devem ser cumpridos 15 mandados de prisão e 15 mandados de busca e apreensão. Os alvos estão em Morada Nova (5), Fortaleza (2) e Limoeiro do Norte (1). Também há sete alvos que já estão presos. Os mandados foram expedidos Vara de Delitos de Organizações Criminosas.

De acordo com o MPCE, as investigações foram iniciadas em 2018, após a apreensão de objetos com um suspeito preso em flagrante. Com o material, os investigadores descobriram uma rede de articulação entre associações para o tráfico e organizações criminosas locais. 

Também participam da operação Coordenadoria de Inteligência da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Estado; da Coordenadoria Integrada de Planejamento Operacional (COPOL) e da Secretaria de Administração Penitenciária do Estado (SAP).

 

Quero receber conteúdos exclusivos sobre segurança