Chefe de facção que figurava no Programa de Recompensa do Estado é preso no Interior

Uma informação que ajudasse na localização e na prisão do foragido valia R$ 8 mil

Escrito por Redação,

Segurança

Rogério Araújo de Freitas, o 'Chocolate', de 29 anos, foi detido por uma equipe do CPRaio na zona rural de Mombaça
Legenda: Rogério Araújo de Freitas, o 'Chocolate', de 29 anos, foi detido por uma equipe do CPRaio na zona rural de Mombaça
Foto: Reprodução

Um chefe de uma facção criminosa em Fortaleza, que figurava na lista do Programa de Recompensa da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), foi preso pela Polícia Militar do Ceará (PMCE) no Município de Mombaça (a cerca de 300 km de distância da Capital), na noite do último domingo (14).

De acordo com a PMCE, Rogério Araújo de Freitas, o 'Chocolate', de 29 anos, foi detido por uma equipe do Comando de Policiamento de Rondas e Ações Intensivas e Ostensivas (CPRaio) na zona rural de Mombaça, quando se deslocava em um táxi para a zona urbana daquele Município.

O veículo foi abordado pelos policiais militares. Além de 'Chocolate', outro foragido da Justiça também foi localizado e preso, João Vitor Oliveira Lima, 19. A companheira de Rogério e o taxista foram autuados por um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO). Uma criança também estava no automóvel.

R$ 8 mil
A localização de 'Chocolate' foi descoberta após denúncia anônima. De acordo com o Programa Estadual de Recompensa da SSPDS, uma informação que ajudasse na localização e na prisão do foragido valeria R$ 8 mil.

Rogério Araújo de Freitas é apontado pela SSPDS como líder de uma facção criminosa com atuação no bairro Vila Velha, em Fortaleza. Ele responde por homicídios, tráfico de drogas e organização criminosa e era foragido do Sistema Penitenciário. Já João Vitor Oliveira Lima responde por organização criminosa.

Saiba quem são os criminosos mais procurados do Ceará 

Montagem com fotos dos foragidos
Legenda: Governo do Ceará renovou valores e informações de 14 foragidos inclusos no Programa de Recompensa
Foto: Divulgação /SSPDS

“Irmãos coragem”

Recompensa: R$ 8 mil para cada.

Montagem dos
Foto: Divulgação / SSSPDS

Segundo a pasta, os dois suspeitos são irmãos e considerados pelas autoridades policiais “indivíduos de alta periculosidade”. 

Conforme as investigações, Evaldo Batista Ferreira, de 56 anos, conhecido como “Evaldo Coragem”, e Marcos Batista Ferreira Mendes, de 39 anos, o “Marquim Coragem”, são integrantes de um grupo criminoso em Sobral, no Interior do Ceará. 

A pasta informa que eles têm diversas passagens pela Polícia pelos crimes de homicídio doloso, latrocínio e roubo.

"Naldo"

Recompensa: R$ 7 mil. 

Foto do procurado
Foto: Divulgação /SSPDS

Outro procurado pelas autoridades policiais é Antônio Edinaldo Soares de Oliveira, de 36 anos, conhecido como “Naldo”. 

Segundo a Polícia, ele acumula 12 passagens pelos crimes de homicídio doloso, sequestro e carcere privado, extorsão, associação criminosa, roubo, posse e porte ilegal de arma de fogo, além de dano e posse de drogas. “Naldo” é fugitivo do Sistema Penitenciário desde 2020.

"Mingau"

Recompensa: R$ 7 mil. 

Foto do foragido
Foto: Divulgação /SSPDS

Dentre os mais procurados, Gilberto de Oliveira Cazuza, de 30 anos, conhecido como “Mingau”, tem antecedentes por homicídio doloso, tráfico de drogas, associação para o tráfico, e posse ou porte ilegal de arma de fogo. Ele é procurado por integrar um grupo criminoso atuante no Vale do Jaguaribe. 

"Dragão"

Recompensa: R$ 7 mil. 

Foto do foragido
Foto: Divulgação /SSPDS

As autoridades policiais tentam localizar Francisco Edson Pereira, de 35 anos, conhecido como “Dragão”. Ele é investigado por crimes de homicídio, tráfico de drogas, roubo e porte ilegal de arma de fogo.  

Rener Castro de Souza

Recompensa: R$ 6 mil

Foto do foragido
Foto: Divulgação /SSPDS

Rener, de 30 anos, com passagens por tráfico de drogas e por integrar organização criminosa, também foi incluído no programa. Ele é apontado como chefe de um coletivo criminoso com atuação no município de Aracati.

Segundo a Polícia, ele já possui passagens por tráfico de drogas e por associação para o tráfico de drogas, além de integrar organização criminosa, lesão corporal, receptação e adulteração de sinal identificador de veículo.

"Interior"

Recompensa: R$ 6 mil

Foto do foragido
Foto: Divulgação /SSPDS

Wanderson Delfino de Queiroz, de 24 anos, conhecido como “Interior”, possui antecedentes por tráfico de drogas e por integrar organização criminosa, além de ser apontado como o responsável pelas mortes de sete pessoas, em novembro de 2020, em Ibaretama. 

"Barruada"

Recompensa: R$ 5 mil

Foto do foragido
Foto: Divulgação /SSPDS

Igor Bezerra da Silva, de 21 anos, conhecido como “Barruada”, é suspeito de integrar um coletivo criminoso responsável por crimes registrados em Caucaia, na Região Metropolitana de Fortaleza.

Segundo a SSPDS, Igor acumula passagens por homicídio, por integrar organização criminosa, por tráfico de drogas e por porte ilegal de arma de fogo. 

Outros cinco homens são procurados

Além destes citados acima, a SSPDS atualizou as informações de outros cinco nomes de foragidos investigados por integrarem grupos criminosos responsáveis por crimes ocorridos na Capital, nos municípios de Pindoretama, Itaitinga e no Norte do Ceará, além dos estados do Piauí e Maranhão. São eles: 

  • Ismário Wanderson Fernandes da Silva (31 anos), o “Bacurau”;
  • Otávio Augusto Monteiro Jardim (23 anos), o “Totó”;
  • Sancley de Araújo Holanda (41 anos), o “Sadam”;
  • Carlos Mateus da Silva Alencar (25 anos), o “Fiel” ou “Skidum”;
  • Alexandre Ximenes de Carvalho (31 anos), o “Pica-Pau ou Jacaré”.

A recompensa varia de R$ 2 mil a R$ 8 mil.

Localizados

Segundo a SSPDS, desde 2019, 10 pessoas inclusas no Programa Estadual de Recompensa já foram localizados, sendo uma mulher e nove homens. Seis homens foram capturados em outros estados.

As localizações ocorreram no Ceará (4), Piauí (1), Rio de Janeiro (1), Rio Grande do Norte (1) e São Paulo (3). A única mulher da lista foi capturada em Jijoca de Jericoacoara, no Interior do Ceará. 

Como realizar uma denúncia

As denúncias devem ser feitas através dos:

  • Número 181, o Disque-Denúncia da SSPDS;
  • Telefone (85) 3101-0181, que é o número de WhatsApp —  a plataforma pode ser usada para denúncias via mensagem, áudio, vídeo e fotografia.  

O sigilo e o anonimato são garantidos.