Argentino morre após ser agredido a pauladas na Praia do Preá, no interior do Ceará

Segundo a Secretaria da Segurança Pública, Rodrigo Manuel, de 33 anos, morava no Ceará e foi morto após se envolver em uma briga no último dia 4

argentino morto na Praia do Preá
Legenda: Rodrigo Manuel, de 33 anos, morreu três dias após ser agredido a pauladas na Praia do Preá, localizada em Cruz, município do interior do Ceará

Um argentino, identificado como Rodrigo Manuel, de 33 anos, morreu três dias após ser agredido a pauladas na Praia do Preá, localizada em Cruz, município do interior do Ceará. O crime aconteceu na última quarta-feira (4). A vítima chegou a ser internada em um hospital, porém veio a óbito. A Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) investiga o caso.

De acordo com a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), Rodrigo, que já morava no Ceará, estava em um bar na Praia do Preá, quando teria se envolvido em uma confusão. Durante o tumulto, ele foi agredido a pauladas por pessoas, que não foram identificadas.

Um amigo de Rodrigo, que preferiu ter a identidade preservada, disse que o argentino foi atacado por um trio. "Houve uma briga. Parece que ele entrou nessa briga, e três indivíduos pularam em cima dele e quebraram uma garrafa na cabeça dele e o mataram a pauladas. Chegou no hospital, mas já estava em coma. Foi algo pesado. Impactou a comunidade".

Rodrigo, de acordo com a Secretaria, chegou a ser levado para uma unidade de saúde em Cruz e, em seguida, transferido para o hospital Santa Casa de Misericórdia de Sobral (SCMS), no qual morreu no último sábado (7). Conforme o Santa Casa, Rodrigo chegou à unidade em estado grave e foi diagnosticado com traumatismo craniano.

Vaquinha para mãe participar de velório

O velório e sepultamento do argentino aconteceu na última segunda-feira (9), na Praia do Preá. O amigo de Rodrigo informou que a mãe da vítima viajou da Argentina até o Ceará, custeada por uma vaquinha, para poder participar do enterro do filho. 

De acordo com o amigo do argentino, Rodrigo era natural de Córdova e "sempre foi muito respeitoso, gentil e gente boa". 

A Secretaria informou que um inquérito policial sobre o caso foi instaurado na Delegacia Municipal de Cruz para investigar o ocorrido e que a Polícia Civil realiza diligências com o objetivo de capturar os envolvidos no crime. 

Italiana morta no Ceará 

Há cerca de seis anos, uma italiana, identificada como Gaia Molinari, de 29 anos, foi encontrada morta na praia de Jericoacoara, município de Jijoca, no Litoral Oeste do Ceará. A vítima apresentava ferimentos na cabeça e arranhões pelo corpo. O cadáver estava na área do Serrote e foi avistado por um casal de turistas. 

Suspeitos chegaram a ser presos,  porém foram soltos nos anos seguintes, em 2015 e 2016. O crime teve repercussão nacional e internacional.

Em 2018, a Polícia Civil reabriu as investigações sobre o caso, onde foram colhidos depoimentos e feitos novos exames de DNA. À época, a Secretaria informou que o caso continuava a ser investigado. 

Quero receber conteúdos exclusivos sobre segurança