Quatro cidades do Cariri lideram ranking de maiores taxas de transmissão de Covid-19 no Ceará

O município de Altaneira, a 484 Km de Fortaleza, está em primeiro lugar, com reprodução de 2,87

Legenda: Em Altaneira, cada infectado pode transmitir a doença para quase três outras pessoas.
Foto: Foto: João Alves

Quatro das dez cidades cearenses com maiores índices de Reprodução Efetiva (RT) de Covid-19 estão na Região do Cariri. Altaneira, a 484 km de Fortaleza, lidera a lista, com coeficiente de 2,87, considerado alto, embora a cidade tenha apenas dois casos confirmados da doença. Além da cidade, os municípios de Granjeiro, Tarrafas e Penaforte também registram transmissão acima de 2. Os dados foram calculados a partir da atualização mais recente do IntegraSUS, publicada às 8h57 desta terça-feira (7). 

 

O índice de Reprodução Efetiva de Casos (RT) avalia para quantas pessoas saudáveis um infectado transmite a doença. Ele é considerado baixo se o indicador estiver entre 0 e 0,5; médio quando está entre 0,5 e 1 e alto se a doença registra transmissão acima de 1. No caso da Covid-19, causada pelo novo coronavírus (Sars-Cov-2), a medida pauta, ainda, o plano de retomada das atividades econômicas. 

Granjeiro é o segundo município em índice transmissão, com taxa de 2,69. Em seguida, aparece a cidade de Tarrafas, com 2,59. Penaforte ocupa a sétima posição entre as maiores transmissão, com índice de 2,35. 

Ceará

Somente quatro dos 184 municípios cearenses estão com baixa Reprodução Efetiva de Casos (RT) de Covid-19. Em Baturité, Choró, Guaiúba e São Luís do Curu — cidades que marcaram esse índice — o fator de transmissão da doença é próximo de zero. No restante do Estado, contudo, a taxa varia entre baixa e alta.  

O Ceará está prestes a entrar na quarta semana seguida com queda no índice RT. Até a manhã desta terça, o Estado indicava reprodução de 0,68, o que é considerado como média. Desde o dia 13 de junho a taxa cearense não está acima de 1. De acordo com a Secretaria da Saúde (Sesa), o ápice da transmissão da doença no Estado ocorreu em março, quando o RT ultrapassou o índice 2. 

Fortaleza, atual epicentro da doença no Ceará, é o quinto município com menor coeficiente do Ceará. Na capital cearense a taxa de transmissão é de 0,88, considerada média. A cidade é a única da Região Metropolitana a registrar o fator médio: com exceção de Guaiúba, com índice baixo, os outros 17 municípios que compõem a região apontam transmissão acima de 1, o que é avaliado como alto.  

Transição

O governador Camilo Santana (PT) anunciou, neste sábado (4), a prorrogação do isolamento social mais rígido por mais uma semana em sete cidades do interior do Estado. Apesar do ‘lockdown’, Juazeiro, Crato, Barbalha, Brejo Santo, Iguatu, Sobral e Tianguá permanecem em fase de transição econômica, mas a retomada do transporte intermunicipal de passageiros se dará a partir da próxima sexta-feira (10), seguindo protocolo sanitário.  

Até o momento, o Ceará registrou 124.845 casos de Covid-19. Na Capital, estão concentrados cerca de 37.253 ocorrências da doença.