Praia do Icaraí vai receber três espigões para conter avanço do mar

Obra é orçada em R$ 44 milhões e, após licitada, deve ficar pronta em um ano

Em destaque, na foto, estão o governador do Ceará Camilo Santana e o prefeito de Caucaia Vitor Valim. Os dois estão de máscara, próximos a outras pessoas, na orla da praia do Icaraí.
Legenda: Os três espigões compõem um pacote maior, de 11 estruturas do tipo, para requalificar o litoral de Caucaia.
Foto: Helene Santos/Governo do Ceará

Três espigões serão construídos na praia do Icaraí, em Caucaia, para conter o avanço do mar. As estruturas são as primeiras de um pacote maior que prevê 11 espigões na região. Orçada em R$ 44 milhões, sendo 90% do tesouro estadual e 10% do tesouro municipal, a obra deve interromper a erosão marinha e favorecer moradia, hotelaria e comércio próximo à praia. A demanda pela requalificação é antiga

“Caucaia tem um potencial muito forte para o turismo. Essa obra tem uma engenharia grandiosa. Vamos iniciar o mais rápido possível e trabalhar as outras etapas futuramente”, afirmou o governador Camilo Santana (PT) nesta sexta-feira (22), em evento que anunciou o projeto de restauração costeira no litoral da cidade. 

Neste primeiro momento, será trabalhada a área mais atingida do litoral. Ainda não há data para o início das obras, mas o Governo garante que, após licitadas, o prazo para a conclusão delas será de um ano. Também não foi dito ainda quando os outros oito espigões do projeto serão construídos.

 

Evento político 

Estiveram presentes ao anúncio da construção dos espigões no Icaraí, além do governador Camilo Santana, o prefeito de Caucaia, Vitor Valim (Pros), o ex-governador Cid Gomes (PDT) e o presidente da Assembleia Legislativa do Ceará, Evandro Leitão.  

Valim afirmou no palanque que desde o seu primeiro dia como prefeito de Caucaia pode contar com o Estado. “E hoje, neste convênio assinado, vejo um sonho do nosso município se tornar realidade. Sei o quão importante é para o turismo, que é a maior ‘indústria’ na geração de empregos diretos e indiretos, a requalificação do nosso litoral”, comentou. 

Cid, por sua vez, destacou o “drama” que a cidade enfrenta devido ao avanço do mar e elogiou a grandiosidade e complexidade da obra. “Esta é a mais importante, complexa e necessária obra para esta cidade. Esta região está vivendo um drama e precisa ser restaurada. É uma obra que exige muitos estudos e cuidados na sua execução”, disse. 

Leitão ressaltou o benefício futuro para o turismo e disse acreditar que, com a requalificação, Caucaia vai poder se desenvolver melhor. 

Polo industrial 

Camilo anunciou ainda que deve enviar à Assembleia projeto de lei para doar um terreno do Estado no Porto do Pecém a Caucaia, para que o espaço se torne um polo industrial para geração de emprego e renda. “É para atrair novos investidores para Caucaia”, assumiu o governador, pontuando que a doação se trata de um terreno de 120 hectares. 

Quero receber conteúdos exclusivos sobre as regiões do Ceará

Assuntos Relacionados