Incidência de raios no Ceará em 2020 já supera o dobros dos registros do ano anterior

Santa Quitéria foi o município que mais registrou descargas elétricas, com 8.173 raios

Mais de 166 mil raios foram registrados no Ceará entre os meses de janeiro e maio de 2020, segundo dados da Enel Distribuição Ceará. Por meio do Sistema de Monitoramento e Alerta, o órgão registrou o total de 166.264 descargas atmosféricas entre janeiro até 20 de maio. Segundo a Enel, com esse total computado, os registros de 2020 já ultrapassam o dobro dos de 2019, quando foram catalogados 74.304 raios.

Comparando o quantitativo mensal deste ano, março segue em primeiro lugar, com 53.009 raios, seguido por fevereiro, com 47.088, janeiro, com 42.812, e abril, com 22.495.  O dia com maior número de descargas atmosféricas registradas em 2020 foi 13 de fevereiro, totalizando 8.158 raios, seguido por 8 de janeiro, com 6.713, e, em terceiro lugar, 9 de janeiro, com 6.108.

Santa Quitéria lidera ranking de cidades 

A cidade de Santa Quitéria, no Sertão Central, teve 8.173 raios. Logo depois aparecem Granja com 6.383, Sobral com 4.882, Crateús com 3.713 e Tauá recebendo um total de 3.272 raios . Cerca de 60% dos raios foram registrados na área operacional Norte da companhia, que ultrapassou o registro de 100 mil raios somente neste ano. Em 2019 Santa Quitéria e Granja também foram os municípios com maiores incidências de raios, sendo Santa Quitéria o primeiro lugar (3.735) e Granja, o segundo (2.242). 

Cuidados dentro da residência durante tempestades

  • Evitar o uso do celular, secador de cabelo e ferro elétrico conectados à tomadas
  • Evitar uso de chuveiro ou torneira elétrica;
  • Evitar consertos de instalações elétricas;
  • Se possível, permanecer dentro de casa enquanto a tempestade durar.
  • Cuidados fora de casa durante tempestade: 
  • Evitar contato com objetos metálicos, como cercas de arame, tubos metálicos e principalmente linhas telefônicas ou elétricas;
  • Evitar estar em locais como campos abertos, piscinas, lagos, praias, árvores isoladas, postes e locais elevados.
Quero receber conteúdos exclusivos sobre as regiões do Ceará