Covid-19: Aumento de casos e internações em Juazeiro do Norte preocupa

A secretária de Saúde atribui o crescimento a interlocução de informações com hospitais e melhora nos testes rápidos.

Legenda: Na última segunda-feira (11), eram 11 pessoas internadas em tratamento contra o novo coronavírus. Ontem (14) este número subiu para 43 hospitalizados.
Foto: Antonio Rodrigues

Os últimos boletins epidemiológicos da Secretaria de Saúde de Juazeiro do Norte (Sesau) apontaram para um significativo aumento de casos da Covid-19 e de internações pela doença no Município. Para se ter uma ideia, na última segunda-feira (11), eram 11 pessoas internadas em tratamento contra o novo coronavírus. Ontem (14) este número subiu para 43 hospitalizados.  

De acordo com a plataforma IntegraSUS, da Secretaria de Saúde do Estado, a taxa de ocupação dos leitos da Unidade de Terapia Intensiva (UTI), na região de saúde do Cariri, em uma semana, subiu de 67,02% para 73,24%. As vagas de enfermaria também ganharam um acréscimo, em sete dias, saltando de 17,7% para 21,72%. 

Ao todo, são 71 leitos de UTI disponíveis no Cariri e, destes, 52 preenchidos. No Hospital Regional do Cariri (HRC), em Juazeiro do Norte, das 31 vagas, 29 estão ocupadas. Há uma semana, eram 26.  

A secretária de Saúde de Juazeiro do Norte, Francimones Albuquerque, acredita que o aumento de hospitalizados pode se dar por dois motivos: o primeiro, as festas de fim de ano. Já o segundo, pela melhora na interlocução com os equipamentos de saúde em outros municípios.

 “São pacientes com residência em Juazeiro e estavam em outros hospitais, mas que esta informação não estava chegando para a gente e eles também não estavam nos procurando”, conta.  

Na última quarta-feira (13), foi feita uma reunião com um novo grupo de trabalho de combate à Covid-19 e uma das decisões foi instituir um melhor diálogo entre os hospitais e a equipe de Vigilância Epidemiológica. “Não eram pacientes internados de um dia para o outro, mas que já estavam internados e agora estão entrando no nosso boletim”, completa a secretária.  

Aumento repentino

Outra preocupação é o aumento de casos. Entre o dia 1º e o dia 8 de janeiro, o acréscimo foi de 80 casos. Já do dia 8 para o ontem (14), mesmo num intervalo menor, o salto de infectados foi de 192. Hoje, a terra do Padre Cícero registra 16.776 casos confirmados da Covid-19 e 332 óbitos pela doença.  

“A gente pode atribuir este aumento de casos pelos falsos negativos. Os testes utilizados em dezembro e no começo de janeiro não estavam positivando. Fizemos a aquisição de testes de outra marca, que tem identificado este aumento”, conta Francimones. 

Apesar da subnotificação, a secretária acredita que a média de internações está “tranquila”. Na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Lagoa Seca, que atende os casos da doença, a média de internação varia de 20% a 30%. Lá, soma-se 30 leitos.  

Já o Hospital de Campanha, localizado no Ginásio Poliesportivo, será reativado nas próximas semanas, segundo a Sesau.

“Cinco empresas apresentaram propostas para 40 leitos e encaminhamos para a Procuradoria Geral do Município analisar, avaliar, ver a idoneidade e capacidade para montar equipamento. Tão logo tenha um parecer favorável, vamos formalizar o contrato”, antecipou a gestora.  

Quero receber conteúdos exclusivos sobre as regiões do Ceará