Coronavírus: Unidade de isolamento é criada para acolher pessoas em situação de rua em Crato

O equipamento fornecerá três refeições diárias, kits de higiene pessoal e local para dormir para até 22 pessoas.

Foto: Foto: Divulgação

Para conter o contágio pelo novo coronavírus, a Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social de Crato (SMTDS) criou uma unidade de isolamento social para pessoas em situação de rua, na sede da Pastoral do Menor, no bairro Alto da Penha. Ao todo, são 22 vagas disponíveis. Os usuários receberão três refeições diárias, kits de higiene pessoal, além de acomodação durante a noite. Medida semelhante foi adotada também em Juazeiro do Norte. 

De acordo com a gestora da SMTDS, Edivania Costa Gonçalves, os moradores de rua serão orientados a cumprir o isolamento social no ambiente da Pastoral do Menor, espaço cedido pelo padre Arileudo Machado, que foi organizado com colchões e distribuídos segundo as normas de espaçamento recomendadas pela Organização Mundial da Saúde.  

"Estaremos em plantão para que possamos nos adequar para auxiliar da melhor forma as pessoas em situação de rua do nosso município. Seguiremos à risca as normas de higiene, obedecendo as orientações repassadas pelo Ministério da Saúde, Governo do Estado e Prefeitura Municipal", reforçou a secretária.  

A SMTDS está administrando essas ações junto da Secretaria Municipal de Saúde e Secretaria Municipal de Segurança Pública, com auxílio de um profissional para cuidados assistenciais e apoio da Guarda Municipal.  

Os serviços disponibilizados pelo Centro de Referência Especializado para Pessoas em Situação de Rua (Centro POP) serão transferidos para a Pastoral do Menor. Diariamente um psicólogo e um assistente social estarão dando esse suporte, sobretudo nesse momento de proteção aos moradores de rua, para que a vulnerabilidade em relação ao novo coronavírus diminua de forma significativa. 

Quero receber conteúdos exclusivos sobre as regiões do Ceará

Assuntos Relacionados