Barreiras sanitárias nos principais destinos turísticos do litoral cearense entram em vigor

Aracati, Paracuru e Jericoacoara implantaram restrições para evitar aglomeração de pessoas. Veja o que está proibido em cada município

Legenda: As pessoas físicas que desobedecerem ao decreto estão sujeitas a multa de até R$ 10 mil e as pessoas jurídicas no valor de até R$ 75 mil
Foto: Divulgação

Três dos principais destinos turísticos do litoral cearense já iniciaram as barreiras sanitárias nas entradas dos municípios para evitar o fluxo de pessoas durante o período de carnaval. As medidas objetivam evitar aglomeração de pessoas e conter o avanço do novo coronavírus. 

Aracati, que historicamente reúne uma multidão na folia carnavalesca, implantou nesta quinta-feira (11) duas barreiras, uma na entrada da cidade e outra no entroncamento que dá acesso às praias da Canoa Quebra e Marjolândia, na CE-371. O bloqueio se estende até o próximo dia 18 de fevereiro.  

Conforme o secretário de Segurança Cidadã e Ordem Pública, Werisleik Pontes Matias, a medida “visa evitar a entrada de pessoas, sobretudo de grupos turísticos, beneficiando a saúde do Município. São barreiras humanas e barreiras físicas. Só será dado acesso ao morador que comprove que more no local ou, se alguém alugou casa e que tenha comprovação com contrato. Do contrário, ninguém terá acesso aos locais de praia.” 

Legenda: Em Aracati, as barreiras se estendem até o dia 18
Foto: Divulgação

O decreto proíbe outros pontos, confira os principais:

  • Proibição de realização de festejos e eventos carnavalescos;
  • Proibido comércio ambulante ou em banca/estrutura provisória de bebidas alcoólicas;
  • Proibido funcionamento de bares e clubes;
  • Proibido tanto o funcionamento como a circulação dos equipamentos de som automotivos, popularmente conhecidos como paredões de som, e equipamentos sonoros portáteis, nas vias, praças e praias e de Aracati;
  • Proibido o consumo de bebida alcoólica em espaços públicos
  • Limitação da capacidade máxima de pessoas, em cada residência, a 15 pessoas.

Paracuru

No município de Paracuru, as barreiras começaram ontem (10) e seguem até o dia 17 de fevereiro. São três pontos de bloqueio. O primeiro na entrada principal, na rotatória do posto da Polícia Rodoviária Estadual; outro na barragem do rio Siupé, distrito de Muriti e o terceiro na localidade de Poço Doce.

Legenda: Em Paracuru, as barreiras terão aferição da temperatura
Foto: Divulgação

Será permitida apenas a entrada de moradores, prestadores de serviço e pessoas que tenham hospedagem comprovada em hotéis, pousadas, ou hostels.

“Nós entramos em contato com a rede hoteleira que passará a emitir um voucher para os clientes. Dessa forma, eles poderão comprovar sua reserva aqui. Daí a hospedagem fica garantida nesse período e o ingresso em nossa cidade, também”, explica o secretário de Turismo, Cultura e Meio Ambiente, Ângelo Tuzze.

Principais proibições em Paracuru:

  • Proibidos a circulação de equipamentos de som automotivos, conhecidos como “paredões de som” e o funcionamento de equipamentos sonoros portáteis;
  • Proibido consumo de bebida alcoólica em espaços públicos;
  • Proibido o comércio ambulante de bebidas alcoólicas, além do funcionamento de bares e clubes e a realização de festas;
  • Comércio, lojas, restaurantes, barracas de praia, lanchonetes, lojas de conveniência, supermercados e postos de combustíveis funcionarão até 22h;

Jeri

Na Vila de Jericoacoara, um dos mais importantes destinos turísticos do Nordeste, só será permitido a entrada de moradores e hóspedes que comprovem reserva realizada em hotel ou pousada até o dia 10 de fevereiro. Após esta data, não será permitido novas reservas. 

Em Jeri, as restrições começaram nesta quarta-feira (10) e seguem até o dia 17. 

Legenda: O objetivo dos decretos é evitar aglomeração de pessoas e conter o avanço do novo coronavírus
Foto: Edson Silva

Região Norte

Em Sobral, a partir desta quinta-feira, só será permitido a entrada de transporte de trabalhadores para empresas cujo funcionamento já tanha sido liberado nos decretos anteriores; transporte sanitários; transporte coletivos provenientes dos distritos de Sobral em direção à sede.

Legenda: O espaço só será reaberto após o carnaval
Foto: Mateus Ferreira

A rodoviária do Município permanecerá fechada até o dia 18 deste mês. O documento propõe ainda a abertura do comércio, serviços e indústria durante o período definido no calendário como carnaval. Também haverá aula nas redes pública e particular de ensino.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre as regiões do Ceará