Após mais de um ano, Hidrolândia recebe R$ 3,2 mi para reconstruir casas destruídas em inundação

O Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) autorizou R$ 4,8 milhões em recursos para cinco estados, incluindo o Ceará

Foto de moradia com parte da frente destruída, durante chuva
Legenda: Provocada pelo rompimento de sete açudes, a enchente ocorreu em março de 2020, quando o País enfrentava o início da pandemia
Foto: Mateus Ferreira/SVM

Após mais de um ano de inundação que deixou mais de 50 famílias desabrigadas em Hidrolândia, no Interior do Ceará, o Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) liberou R$ 3,2 milhões para a reconstrução de lares de vítimas. O repasse foi publicado no Diário Oficial da União (DOU) desta sexta-feira (10). 

De acordo com o texto, a utilização do montante transferido está vinculada, exclusivamente, à execução das ações especificadas, incluindo a construção de 51 moradias. As medidas têm um prazo de 365 dias para serem cumpridas, a contar de hoje. 

Ao todo, sete cidades brasileiras receberão recursos para ações de defesa civil após desastres naturais, totalizando R$ 4,8 milhões de repasses.

Ainda no Estado, Abaiara, no Cariri cearense, receberá R$ 474 mil para reconstrução de uma passagem molhada e recuperação de bueiros.

Os demais municípios ficam no Maranhão, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Santa Catarina

Relembre a tragédia

No Ceará, a enchente ocorreu em março de 2020, quando o Brasil enfrentava o início da pandemia de Covid-19. A  tragédia climática foi ocasionada pelo rompimento de sete açudes.

A água invadiu residências, arrastou eletrodomésticos e provocou o desabamento de casas. Estima-se que 500 famílias tenham ficado desalojadas

Uma mulher de 80 anos morreu quatro dias depois do acidente. Após ingerir muita água, ela foi internada com pneumonia e não resistiu.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre as regiões do Ceará