Na cadeia, ex-deputada Flordelis fica noiva de produtor musical

Acusada de mandar matar o pastor Anderson do Carmo assumiu um novo relacionamento desde fevereiro deste ano

flordelis está noiva
Legenda: Em um registro antigo, o produtor aparece ao lado de Flordelis e do pastor assassinado
Foto: Reprodução

A ex-deputada federal Flordelis, de 60 anos, mudou o status do relacionamento com o produtor musical Allan Soares, 25, e agora está noiva, embora continue presa sob acusação de ser a mandante da morte do então companheiro Anderson do Carmo. 

Allan, inclusive, já atualizou o perfil nas redes sociais com a palavra "noivo" ao lado de uma aliança. Em declaração recente, o produtor garantiu que acredita na inocência da amada e não esconde os sentimentos por ela. "É amor". 

A ré passou a receber visitas do agora noivo desde que a Justiça autorizou que familiares fossem até o Presídio de Bangu, na Zona Oeste do Rio. O casal assumiu o relacionamento em fevereiro deste ano, seis meses antes da ex-parlamentar ser detida. 

Flordelis está presa desde o último dia 13 de agosto, mas desde outubro de 2020 ela era monitorada por uma tornozeleira eletrônica. O Ministério Público do Rio de Janeiro a denunciou ela por homicídio triplamente qualificado, tentativa de homicídio, uso de documento falso e associação criminosa armada. 

Julgamento

Nesta quarta-feira (24), o Conselho de Sentença da 3ª Vara Criminal de Niterói, no Rio, condenou dois filhos da pastora pelo assassinato de Anderson, morto em 16 de junho de 2019. 

Ao filho biológico da pastora, Flávio dos Santos Rodrigues, que é acusado de atirar no padrasto, a pena aplicada chega a 33 anos e dois meses de prisão por quatro crimes: homicídio triplamente qualificado, porte ilegal de arma, uso de documento ilegal e associação criminosa armada.

Já Lucas César dos Santos Souza, apontado como o comprador da arma do homicídio, teve a pena reduzida a sete anos e meio por contribuir com as investigações. Ele foi condenado por homicídio triplamente qualificado.

Além de Flordelis, outros cinco filhos e uma neta passarão por júri popular ainda sem previsão de data. 


Assuntos Relacionados