Entrega de 2,6 milhões de vacinas é suspensa por causa dos atos de 7 de setembro

Quase todos os estados serão afetados pelo atraso na entrega

Legenda: Doses cuja entrega foi represada por causa dos atos desta terça-feira são da Pfizer
Foto: Thomas Kienzle/AFP

As entregas de 2,6 milhões de doses de vacina em todo o Brasil estão suspensas nesta terça-feira, 7 de setembro, e na quarta, 8. As informações são do blog da Malu Gaspar, do O Globo.

De acordo com aviso da Secretaria Especial de Enfrentamento à Covid (Secovid) do Ministério da Saúde, a suspensão é em razão dos "riscos de manifestações". O comunicado foi enviado aos secretários e gestores estaduais na noite da última segunda-feira, 6.

Quase todos os estados serão afetados pelo atraso na entrega, decorrente dos protestos convocados pelo presidente Jair Bolsonaro.

As doses - todas da Pfizer - que seriam entregues nestes dois dias e ficaram represadas se juntam às 9,9 milhões que já estavam pendentes de distribuição, segundo o site de monitoramento "Quantas doses", que é utilizado como referência pelos próprios gestores.

falta de doses decorrente dos atrasos nas entregas provocou o adiamento no calendário de vacinação para adolescentes no Rio de Janeiro, mas a prefeitura disse que possui doses para manter a vacinação até quinta-feira.