CPI da Covid desiste de ouvir ministro Marcelo Queiroga

O médico Marcelo Carvalho deverá ser o ouvido no próximo depoimento

Queiroga fala e gesticula
Legenda: Queiroga iria depor na próxima segunda-feira
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Integrantes do comando da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19 desistiram de ouvir o ministro Marcelo Queiroga. O depoimento estava agendado para a próxima segunda-feira (18). As informações são do G1.

No lugar dele, a cúpula planeja convocar o médico Carlos Carvalho — crítico ao uso de medicamentos comprovadamente ineficazes contra o novo coronavírus. O nome do novo depoente ainda não foi aprovado. Na sexta-feira (15), uma sessão extraordinária definirá pela convocação ou não do médico. 

Na quinta-feira (7), os senadores haviam decidido pela terceira oitiva do ministro da Saúde. O requerimento foi apresentado por Alessandro Vieira (Cidadania-SE). 

Ao G1, o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) disse que o depoimento do médico será crucial para esta fase de investigação da CPI.

“Pela conversa que tivemos com o Dr. Carlos, nós julgamos que o depoimento dele é o mais importante", observou. 

"Vai botar uma pedra em definitivo nesse assunto, e ele tem uma posição muito contundente contra a cloroquina. Além do mais, o depoimento dele tornará público o que a Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no Sistema Único de Saúde tem de resolver”, disse ao portal. 

Quem é Carlos Carvalho

Médico sorrindo para a foto
Legenda: Carvalho é crítico ao uso da cloroquina para tratar a Covid
Foto: Divulgação / Sérgio Barbosa / InCor-USP

Formado em Medicina pela Universidade de São Paulo (USP), em 1977, Carlos Carvalho é professor da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP) e diretor da Divisão de Pneumologia do Instituto do Coração (InCor) do Hospital das Clínicas da FMUSP. 

O pneumologista atua na Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no Sistema Único de Saúde (Conitec) e coordena o estudo contra o uso da cloroquina para o tratamento da Covid-19.  

Veja a nova agenda da CPI

  • Segunda-feira (18): Depoimento do médico Carlos Carvalho e de parentes de vítimas
  • Terça-feira (19): leitura do relatório
  • Quarta-feira (20): votação do relatório