Prefeito de Eusébio exonera secretário de Cultura após citar 'deturpações graves' em evento de circo

Acilon Gonçalves demitiu Léo Abreu depois da repercussão de vídeos de um dos momentos do evento, que trazia cenas com atores seminus

Legenda: Prefeito anunciou exoneração em vídeo divulgado nas redes sociais
Foto: Reprodução

O secretário de Cultura do Eusébio, Léo Abreu, foi exonerado do cargo pelo prefeito do município, Acilon Gonçalves, neste domingo (19). A demissão ocorre depois da repercussão de vídeos que traziam cenas com atores seminus, durante uma convenção circense ocorrida naquela cidade da Região Metropolitana de Fortaleza. 

O afastamento ocorreu no último dia da 20ª Convenção Brasileira de Malabarismo e Circo, ocorrida na cidade de 12 de janeiro até este domingo, em parceria com a Prefeitura de Eusébio. Segundo o prefeito, "deturpações graves aconteceram ferindo a ética, os princípios religiosos e a moral" durante o evento.

Acilon Gonçalves comunicou a decisão através de vídeo publicado nas redes sociais. Sem entrar em detalhes sobre o conteúdo do evento que motivou a exoneração, o prefeito afirmou que, a partir de agora, assume o “controle total do que for acontecer em qualquer evento, analisando um a um para uma possível deturpação”.

"

Portanto, assumo totalmente o controle da Secretaria de Cultura para investigar o porquê de ter acontecido isto, para que não ocorra mais e continuarei firme em defesa da família, da ética, da moral e dos princípios religiosos
"- Acilon Gonçalves, prefeito do Eusébio 

Apresentações abertas ao público

O portal da Prefeitura Municipal de Eusébio, em matéria publicada no dia 8 de janeiro sobre o evento, traz que o evento conta, tanto com atividades gratuitas, como com espetáculos pagos.

O Sistema Verdes Mares tentou entrar em contato com Léo Abreu, mas não conseguiu até a publicação.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre política