Coelho misterioso enviado aos senadores seria bomba de sais de banho

O objeto causou uma reação alérgica em uma funcionária do senador Marcos Rogério (DEM-RO), que alertou os colegas

Senador alerta em CPI da Covid-19 que caixa com material alérgico foi enviada aos gabinetes
Legenda: Em um vídeo divulgado pela equipe do senador Sérgio Petecão (PSD-AC), é possível ver o objeto no formado de coelho na cor rosa
Foto: reprodução

Uma caixa enviada aos gabinetes dos senadores, nesta quinta-feira (13), gerou alerta entre os parlamentares após uma funcionária apresentar uma reação alérgica. O "coelho que solta pó", na verdade, era uma bomba de sais de banho. 

O objeto, que pode ter diversos formatos e cores, dissolve e efervesce ao ter contato com água, liberando aroma e cores, e geralmente é usado para o banho em banheiras. É comum que seja composto por óleos essenciais, bicarbonato de sódio, amido de milho, corante, sal mineral e ácido cítrico, substâncias que podem causar reações alérgicas.  

"A minha assessora teve contato com esse objeto e desenvolveu uma reação alérgica. Então, estou apenas advertindo os colegas senadores e seus respectivos gabinetes", disse o senador Marcos Rogério (DEM-RO) durante a sessão da CPI da Covid-19 desta quinta-feira.

Em um vídeo divulgado pela equipe do senador Sérgio Petecão (PSD-AC), é possível ver a bomba de sais. 

"A gente está usando máscara, e mesmo com máscara, o cheiro [do coelho] é muito forte. A gente não vai tocar nisso não", disse um dos funcionários do gabinete do político na gravação.

O coelho cor-de-rosa foi enviado aos políticos pela instituição "Humane Society International (HSI)", como parte da campanha "Salve o Ralph", que aborda o sofrimento vivido pelos roedores ao serem utilizado para teste na indústria.

Segundo o site da HSI, ela trabalha globalmente para proteger animais em laboratórios, animais de produção, animais domésticos e animais silvestres. 

Quero receber conteúdos exclusivos sobre política