Câmara autoriza contratação de profissionais da saúde para acelerar vacinação na Capital

Mensagem da Prefeitura de Fortaleza foi aprovada em regime de urgência pelos vereadores nesta quarta-feira (9)

Idoso é vacinado dentro do Carro
Legenda: Idoso é vacinado dentro do carro durante imunização em formato drive-thru, em Fortaleza
Foto: José Leomar

Vereadores de Fortaleza aprovaram em sessão extraordinária, nesta quarta-feira (9), projeto de lei enviado pelo prefeito José Sarto (PDT) que autoriza que profissionais de saúde a serem contratados para prestação de serviços no enfrentamento à Covid-19 possam atuar para acelerar a vacinação na Capital. A proposta foi votada em regime de urgência.

O texto altera uma lei de março de 2021 e estabelece que pessoas contratadas sob credenciamento para prestação de serviços nas áreas de combate à Covid-19 possam também atuar para agilizar o processo de imunização, integrando as equipes de vacinação da Prefeitura.  

Para dar celeridade ao processo, a comissão conjunta de Saúde e Constituição e Justiça apreciou a matéria já na manhã desta quarta.  

Com vereadores em modo presencial e virtual, a Mensagem da Prefeitura de Fortaleza foi aprovada em plenário na sequência.  

Relator da comissão, o vereador Gardel Rolim (PDT), que é líder do Governo na Câmara, destacou que, uma vez acelerando a vacinação, serão abertos caminhos, por exemplo, para a retomada mais segura das aulas presenciais e de eventos na Cidade.  

Na Mensagem enviada ao Legislativo, a Prefeitura justifica o pedido de autorização alegando que “a sobrecarga excepcional de trabalho e a necessidade de formação de equipes multidisciplinares em todas as unidades de saúde que lidam com a Covid-19 vêm trazendo sérios desafios”.  

O Executivo diz ainda que a vacinação em Fortaleza precisa contar com “esses mesmos profissionais, permitindo uma ação mais concentrada e rápida com impacto direto no número de casos, em especial os de maior gravidade". 

vereadores de máscara no plenário da Câmara Municipal de Fortaleza
Legenda: Vereadores aprovaram a matéria em regime de urgência, durante sessão extraordinária nesta quarta (9)
Foto: Felipe Azevedo

Vacinação em Fortaleza 

Parte do público de 44 anos será agendada para receber a vacina contra Covid-19 na próxima semana, segundo a gestão municipal.  

As listas serão divulgadas no site da Prefeitura e também é possível verificar o cadastro pelo portal do Vacine Já.  

"A gente já tem agendamento até a idade de 45 anos para a próxima semana. 44 anos também, um pedacinho desse público já foi agendado", afirmou o coordenador da Rede de Atenção Primária e Psicossocial, Erlemus Soares, em transmissão nas redes sociais. 

Vacinação no Ceará 

O público de 18 a 59 anos no Ceará pode ser vacinado contra a Covid-19 com a primeira dose até o fim de agosto.  

A projeção foi anunciada na terça (8) pela Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa), que considera o total de cadastrados, as negociações de compra direta de imunizantes e o recebimento regular enviado pelo Ministério da Saúde. 

Para receber a vacina contra a Covid-19, os cearenses precisam se cadastrar na plataforma Saúde Digital. É de lá que as prefeituras acessam os dados do público e realizam o agendamento. 

PASSO A PASSO PARA CADASTRO NO SAÚDE DIGITAL 

1) Acesse o site Saúde Digital 

2) Selecione a opção "Ainda não tenho cadastro" 

3) Identifique-se preenchendo corretamente seus dados 

4) Nesta etapa do cadastro, deve ser informado se a pessoa está acamada, se tem alguma comorbidade e profissão. A Prefeitura realiza agendamento seguindo a sequência definida na Comissão Intergestores Bipartite N°40 (CIB/CE), e de acordo com as prioridades definidas pelo Ministério da Saúde (MS) para esta etapa da vacinação. 

5) Confirme seus dados e crie uma senha de acesso ao cadastro 

6) Finalize o cadastro e aguarde seu agendamento. Acompanhe no site da Prefeitura de Fortaleza as listas dos agendados, divulgadas diariamente. Você também receberá orientações sobre data, horário e local, por e-mail e WhatsApp, próximo ao seu dia do atendimento.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre política