Ceará e sua diversificação na produção de energia solar

Escrito por Paulo Vítor Lira , paulo.lira@sunplena.com.br
Paulo Vítor Lira é diretor da Sunplena Energia
Legenda: Paulo Vítor Lira é diretor da Sunplena Energia

O Ceará vem a cada ano desenvolvendo o seu potencial na produção de energia solar. Prova disso é que o estado possui até o momento 931 megawatts de potência instalada, ocupando a segunda posição no Nordeste, atrás da Bahia, conforme a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) e a Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar). Uma das características dessa matriz energética é a sua diversificação de exploração, e como aqui nós temos um ambiente propício para essa fonte de energia, isso acaba impulsionando o crescimento em diferentes segmentos.

A cadeia de energia solar contempla a geração própria para residências, comércios e prédios públicos ou privados que produzem a sua energia. Temos também os parques solares, onde grandes empresas constroem fazendas para produção em larga escala, utilizando a energia gerada nos seus empreendimentos, seja em qualquer outro espaço físico.

Um novo modelo de negócio que vem crescendo agora no estado são as usinas solares para investimentos. Na prática, o investidor compra um terreno já com toda a infraestrutura feita para produzir energia. Após isso, ele aluga as placas solares para um beneficiário, que passa a pagar duas contas: a conta de energia (bem mais barata) e o boleto do aluguel. Mesmo pagando essas duas contas, o locatário ainda consegue ter uma economia de 10 a 15% na conta de luz sem ter que investir nada. Já o investidor pode obter uma renda líquida de até 2,12% ao mês sem ter que necessariamente consumir essa energia ele próprio.

O potencial que nós temos tem tudo para se expandir muito nos próximos anos. Segundo o governo estadual, até o mês de maio já são 37 memorandos de entendimentos com empresas nacionais e internacionais para o desenvolvimento da cadeia do Hidrogênio Verde no Porto do Pecém.

O crescimento dos investimentos em energia solar no Ceará é um exemplo inspirador de como a transição para fontes de energia renovável pode ser vantajosa em múltiplos aspectos. Este movimento não apenas fortalece a economia local, mas também posiciona o estado como um líder na luta por um mundo mais sustentável para todos.

Paulo Vítor Lira é diretor da Sunplena Energia
 

Jornalista e senador constituinte
Mauro Benevides
11 de Julho de 2024
Jornalista
Gilson Barbosa
07 de Julho de 2024
Professor aposentado da UFC
Gonzaga Mota
05 de Julho de 2024