Licitações, controle social e Portal das Contratações

Escrito por Bruno Teles ,
Bruno Teles é presidente da Comissão de Acompanhamento de Licitações e Contratos da OAB-CE
Legenda: Bruno Teles é presidente da Comissão de Acompanhamento de Licitações e Contratos da OAB-CE
Em uma democracia, o controle social é exercido desde o processo de elaboração das políticas públicas– por exemplo, mediante consultas e audiências públicas – até o acompanhamento e monitoramento de sua execução. A transparência e a participação na gestão pública são fatores determinantes para o controle efetivo da sociedade sobre a gestão pública.

Apesar disso, observa-se que nossa sociedade civil se caracteriza por certa dormência em relação à efetivação desse controle, talvez pelo fato de que a maior parte da população não sabe como ter acesso aos portais eletrônicos de transparência, estereotipando como quase impossíveis de serem achados dados fidedignos dos processos públicos.

Nesse sentido, a Nova Lei de Licitações e Contratos Administrativos (Lei nº 14.133/2021) inovou ao criar, dentre outros mecanismos de fortalecimento do controle social e da transparência pública, o Portal Nacional das Contratações Públicas (PNCP), plataforma eletrônica oficial para a divulgação centralizada e obrigatória de processos licitatórios, de acesso gratuito e universal, destinado à publicização dos atos exigidos pela lei e à realização facultativa das contratações pelos órgãos e entidades dos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário de todos os entes federativos.

O PNCP deve disponibilizar, entre outras, as seguintes funções: painel para consulta de preços; banco de preços em saúde e acesso à base nacional de notas fiscais eletrônicas; sistema de planejamento e gerenciamento de contratações; sistema eletrônico para a realização de sessões públicas; acesso ao Cadastro Nacional de Empresas Inidôneas e Suspensas e ao Cadastro Nacional de Empresas Punidas; e sistema de gestão compartilhada com a sociedade de informações referentes à execução do contrato.

O PCNP foi criado para facilitar o acesso do cidadão aos contratos públicos e exercer o controle social da gestão pública, cabendo à sociedade civil o interesse pela busca acerca da realidade das contratações públicas que vigoram no plano nacional e, assim, a melhor compreensão do funcionamento do Poder Público.
 
Bruno Teles é presidente da Comissão de Acompanhamento de Licitações e Contratos da OAB-CE
 
Médico Sanitarista e Gestor em Saúde
Álvaro Madeira Neto
18 de Junho de 2024
Francisco Duarte é CEO da Legal Place Brasil
Francisco Duarte
16 de Junho de 2024
Médico especialista em reprodução humana
Marcelo Cavalcante
15 de Junho de 2024
Prof. Aposentado da UFC
Gonzaga Mota
14 de Junho de 2024
Jornalista e senador constituinte
Mauro Benevides
13 de Junho de 2024